Agressivo, Milan contratou quase um time

Lembra a piada do Joãozinho e do boné? mais ou menos assim eu vejo esse calciomercato rossonero. Adriano Galliani foi às compras com um cupom de desconto e umas moedinhas no bolso. E, no final do último dia de janela de transferências abertas, quando você olha para o novo Milan, dá para dizer que temos um time interessante.


A primeira providência foi se livrar de nabas e ínguas que sugavam altos salários e davam pouca coisa de volta. Foram os casos de Robinho *cospe no chão*, Kevin Constant, Marco Amelia, Bakaye Traoré, Urby Emanuelson, Antonio Nocerino, Alessandro Matri e Matias Silvestre. Além das saídas já antecipadas de Kaká e Balotelli.


Getty Images
Getty Images

Ela ficou assustada com o tamanho do meu .... orçamento


Depois de abrir espaço no lotadíssimo elenco rossonero, chegou a hora de trazer gente para dar opções ao técnico Inzaghi e seu sistema base, o 4-3-3. E, usando aquela lábia, Galliani trouxe reforços e contratações. Podemos separar assim os que acrescentam algo ao time ou só chegaram para compor o elenco.


São reforços Diego Lopez, Pablo Armero, Adil Rami, Jeremy Menez, Giacomo Bonaventura e Alex. Com o detalhe de que todos, exceto Armero (empréstimo) e Bonaventura (contratado em definitivo por cerca de 7 milhões de Euros), vieram para ser jogadores do Milan em definitivo e, olha isso, de graça.


Para compor elenco, chegaram Fernando Torres, Albertazzi, Marco van Ginkel, Michael Agazzi e M'baye Niang (retorno de empréstimo). Esses aí tem alguma qualidade, mas não para ser titular num Milan ideal. Com exceção do Torres, que deve ser dono do posto de centro-avante do time por falta de concorrência de verdade.


Nessa graça, chegaram 10 atletas novos, em relação a temporada passada. Isso sem contar o retorno de Stephan El Shaarawy, que, por si só, é um puta reforço. Claro que alguns erros foram cometidos, como a cessão definitiva de Bryan Cristante e mesmo a contratação de Torres, mas não dá para dizer que foram compras ruins. Ao final, o time está com 28 jogadores, o que é um bom número para quem vai disputar apenas duas competições.


 - Espaço reservado para zoeira -


E o Biabiany, hein? Já tinha tirado até foto com o cachecol quando o Zaccardo cagou tudo e ficou no Milan, se negando a ir, em troca, para o Parma. Coitado do garoto haha.


Se você achou que Fernando Torres era sacanagem, pergunte ao torcedor do Arsenal o que ele acha de ter Sanogão do posto e Welbeck, the fresh prince of Bel Air, de opções ofensivas.


Ah, aquele abraço para o Cléber Gordiano, do Lazialíssimo