André Silva resolve o jogo, mas não o problema do Milan

Depois da derrota sem qualquer possibilidade de reclamação diante do Arsenal e da trágica morte de Davide Astori, que fora formado nas bases de Milanello, que gerou o corretíssimo adiamento do clássico contra a Internazionale, o Milan precisava de uma vitória para não se perder completamente do caminho. Aliás, não só uma vitória, mas uma daquelas para impor respeito, jogando bem e mostrando a todos que o ocorrido na Europa League foi mais por conta do adversário do que por problemas no rossonero.


Bem, metade disso aí veio. Ao final do jogo. No último lance. Através da jogada mais manjada do universo dos pontas com pés trocados, mas veio. O resto, bem, a gente ainda segue esperando.



Essa vitória magra e esquálida contra o Genoa concorre facilmente ao prêmio de pior jogo do Milan nessa temporada, incluindo aqueles sob o comando do Vincenzo cabelinho Montella. Fraco, previsível, sem coesão ou criatividade, novamente peças importantes do time - principalmente Biglia, Kessié e Bonaventura - foram totalmente anulados pela marcação ou pelo espírito do Muntari. Sem reservas a altura e com os titulares sentindo a maratona de jogos decisivos, atravessando uma bruta onda de azar ou em má fase desse jeito, é bom segurarmos as calças contra o Arsenal de novo.


Dito isso, esse SENHOR que estava escrevendo agora pediu licença para mijar pela vigésima vez nos últimos 60 minutos e deixou o torcedor escrever um pouco.


ANDRÉ SILVA, ME ABRAÇA! No momento mais conveniente do universo o atacante português, que parece o filho do Gattuso, resolveu quebrar a maldita urucuBacca incrostada no banco de reservas. Talvez a partir de agora Gennarinno esqueça de vez o maldito do Kalinic trancado no armário e jogue a chave fora.


Getty Images
Getty Images

A cara do André Silva é impagável


Ademais, as intervenções do VAR foram novamente corretas para ambos os lados, com gols de Kessié e Rigoni corretamente anulados por impedimento. Até agora qualquer um que critique o recurso de vídeo na Serie A não deixou de ser um saudosista ou mal intencionado na minha opinião.


Vitória triste, feia e muito bem vinda. Graças aos tropeços de Sampdoria, Lazio e o empate da Internazionale com o Napoli, o Milan somou 47 pontos, confirmou a 6ª posição na tabela, entrou de vez na zona de classificação para a Europa League e está a 5 pontos dos vizinhos nerazzurri e 6 pontos dos laziali. 


- Curtinhas - 


A tentativa de colocar Borini como lateral direito somada às pessimas atuações defensivas de Suso e Kessié resultaram em um caminho aberto para o Genoa aproveitar.


Claramente Gattuso adota agora um esquema de duas linhas de quatro e dois atacantes quando as coisas não funcionam do jeito que pensou com seu esquema base de três atacantes. Isso é um bom sinal, contudo, Rino precisa treinar mais os reservas.


O time ainda está bem, todavia, um crítica ao trabalho de Mirabelli e Fassone ainda é cabível. Algumas posições ficaram sem qualquer reserva similar ao titular e esse é um erro que nesse momento, com a corda apertando em fases decisivas, já está sendo sentido demais.