Milan: empate com o Napoli e mais uma boa atuação defensiva

Não dá para reclamar do resultado quando uma defesa magistral nos acréscimos que garantiu um empate contra o vice campeão da Serie A é comemorada com tanta efusão pelo arqueiro, os outros jogadores e os torcedores. Mais uma vez, ficou tão nítido quanto o saldo vermelho na minha conta após pagar todos os boletos que o Milan de Gattuso está jogando no máximo de sua capacidade e sabe, assim como nós, onde o calo aperta. No caso do rossonero, no setor ofensivo.


Sem um pingo de vergonha na cara posso afirmar que a partida foi igual, havendo momentos de dominação ofensiva alternados, sendo também inacreditável como ambos os times não foram competentes para transformar esses períodos em gols válidos, já que tivemos gol anulado de Musacchio e a puta defesa de Donnarumma no chute de Milik. Para o Milan, assim como Gennarino afirmou em sua coletiva, o resultado foi bom, a atuação também e dentro do que ele tem para trabalhar - o famoso cobertor curto - o time está bem. O Napoli que novamente se mostrou incapaz de ser ambicioso.



Com o pensamento simples, prático, jogando com bola para frente e bola no chão, o técnico calabrês promoveu uma senhora revolução na segunda metade do campeonato e se não fosse o começo desastroso sob o comando de Montella, a vaga na Europa League já estaria garantida nesse momento. A prova disso é o desempenho contra os 4 grandes times do belpaese - Juventus, Napoli, Lazio e Roma - e a Internazionale. Enquanto no primeiro turno foram 5 derrotas, com Gattuso à frente da equipe foram 2 vitórias - Lazio e Roma - 2 empates - Internazionale e Napoli - e 1 derrota para a Juventus.


Lindo o texto acima, não é? Só elogios, verdades, realidade, nenhuma piada ruim ou analogia com cultura pop e, principalmente, NADA DE RECLAMAÇÃO. Nem parece que fui eu quem escreveu, mas foi sim. Sabem como é, público rotativo e tals. Vocês que são leitores das antigas podem começar a ler a partir daqui.


Getty Images
Getty Images

Uma aula de como NÃO fazer gols


Kalinic, meu irmão, Kalinãããããã começou o jogo no ataque enquanto tínhamos uma zaga formada por Musacchio e ZAPATAZO, como havia adiantado logo que o Romagnoli saiu lesionado contra o Sassuolo e para surpresa de muitos, saímos sem levar gol, assim como para a surpresa de absolutamente NINGUÉM, também não fizemos um golzinho no Pepe Reina, que deve chegar na temporada que vem para, talvez, usar a 25 rossonera que pertenceu ao ídolo Daniele Bonera. De todos que foram a campo pelo Milan, apenas Bonaventura novamente jogou muito abaixo do esperado ofensivamente, todavia defendeu muito bem como o resto de seus companheiros.


O resultado levou o Milan para os 53 pontos conquistados na 6ª colocação, faltando apenas 6 rodadas para o fim da Serie A. A distância para a Lazio, na última vaga para a UCL é de 7 pontos enquanto a Fiorentina está babando com 51 pontos, apenas 2 atrás do capeta.


- Curtinhas - 


Essa partida e a boa atuação contra um dos times mais bonitinhos de se ver jogar foi outra prova de que Gattuso sabe exatamente como preparar seus comandados para enfrentar grandes adversários.


Outro ponto importante, assim como Montella, Gennarino montou uma base e um estilo de jogo em sua primeira temporada, e precisa de apenas alguns reforços de bom nível para elevar a qualidade técnica do Milan. Só esperamos que ele não cague todo o trabalho na próxima temporada.