A possível saída de Bonucci é o primeiro grande problema para Leonardo resolver

É inacreditável a quantidade de acontecimentos e notícias em sequência sobre o Milan que pipocaram nos últimos dias por consequência da mudança de propriedade. Algumas delas fantasiosas, outras cada vez mais certas e algumas de embrulhar o estômago. Aqui o resumão da semana em ordem completamente aleatória.


O primeiro passo do Presidente Paolo Scaroni e da Elliott Management é desmontar por completo a estrutura administrativa deixada pelo seu Yonghong Li. Após Fassone, chegou a vez de Max Mirabelli dar adeus ao Milan através de uma carta de despedida muito bonita publicada em sua conta no Twitter. Pouco tempo depois o comunicado oficial foi publicado no site do Milan liberando seu Mirabelli do comando da área técnica e, para economizar espaço, dispensou também Giuseppe Mangiarano, que era o secretário-geral da área espotiva. Os substitutos já foram identificados e serão anunciados em breve oficialmente. Contudo, no lugar de Mirabelli, já sabemos que Leonardo está de volta e já metendo a mão na massa.


Getty Images
Getty Images

Esse aí vai precisar trabalhar muito para recuperar o carinho da torcida


Na esfera jurídica, os engravatados do capeta terão certo trabalho já que tanto Marco Fassone, que pretende a revisão do motivo da rescisão de seu contrato - por justa causa, afirmou o time - e o ex-presidente Yonghong Li que pretende reaver parte do que investiu no Milan alegando que a Elliott Management teria premeditado um golpe no chinês.


A partir daqui o centro das atenções passa a ser dentro das quatro linhas. Bem, quase.


Enquanto Gattuso e seus comandados estão se preparando para a estreia de hoje no International Champions Cup contra o Manchester United, o calciomercato do Diavolo parece ter começado oficialmente, e mais aleatório que os rolês do Ronaldinho Gaúcho.


Getty Images
Getty Images

Ah, claro, dêem a faixa de capitão para esse aí mesmo, VAI DAR CERTO


O que antes foi encarado com uma incredulidade parece ser realidade e Leonardo Bonucci, o capitão da era chinesa, se arrependeu de ter vindo e quer voltar para a Juventus. Tendo em vista que o Milan já tinha esticado o olho para alguns jogadores da velha senhora, Leonardo e Beppe Marotta entraram em um bar e resolveram negociar. As notícias mais confiáveis dão conta de que o Milan tem interesse em liberar Bonucci em uma troca pelo jovem zagueiro Mattia Caldara e, talvez, alguma compensação financeira. Em negociação separada, Gonzalo Higuaín se tornou o desejo de Gattuso para o ataque rossonero, contudo, a idade, o valor da possível transferência (algo entre 50 e 60 milhões de Euros) e salário atual do jogador (em torno de 7,5 milhões de Euros por temporada) são grandes empecílhos na negociação.


Getty Images
Getty Images

Mattia Caldara tem tudo para formar com Romagnoli a melhor defesa na Serie A


Essa negociação envolvendo os zagueiros, se de fato ocorrer, representa uma vantagem para ambos os lados. A Juventus está investindo alto para conquistar a Champions League nessa temporada e o retorno de Bonucci daria a segurança necessária e imediata que o time bianconero precisa, além do jogador, compreensivelmente, querer conquistar um título continental antes de se aposentar (Alô, Buffon). O Milan, por sua vez, pensa um pouco mais a frente e um zagueiro que vem apresentando um ótimo rendimento progressivo como Mattia Caldara é exatamente o investimento que renderá frutos em duas ou três temporadas, formando uma dupla de zaga com Romagnoli que impõe respeito. Quanto ao atacante argentino, o ataque rossonero é um dos enormes problemas que Gattuso precisa resolver, e nesse setor o capeta precisa de respostas imediatas para dividir a responsabilidade de Cutrone e deixar o garoto evoluir sem tanta pressão. Contudo, sua contratação depende diretamente das saídas de Bacca, Kalinic e, talvez, André Silva.


Finalmente a movimentação rossonera de contratações começou, e, novamente, apesar da desconfiança pessoal que tenho, espero que Leonardo faça um bom trabalho.


- Curtinhas - 


Há um rumor de que Antonio Conte poderia substituir Gattuso no comando do time no meio da temporada ou, o mais tardar, na próxima temporada. Não acho que Conte seja necessário agora que temos um bom técnico e apoio de todo time e da Direção, que deixou isso expresso em sua primeira nota oficial. Caso seja verdade, é mais uma demonstração de que Leonardo não tem o menor tato para trabalhar nessa função, criando desnecessariamente uma pressão sobre Gattuso.


O Arsenal soltou uma nota oficial avisando que Ivan Gazidis não aceitou qualquer oferta vinda do Milan para assumir a vaga de Fassone. Contudo, ainda há jornalistas indicando que o dirigente sulafricano assumirá o posto no Diavolo em setembro.