O Milan dessa temporada analisado por setor - O meio-campo

Dando sequência a nossa meticulosamente preguiçosa e desleixada série de textos sobre o Milan desta temporada, vamos andar um poquinho adiante no plantel a disposição do nosso amado rinoceronte carinhoso comandante do exército de Malebolgia.


Se a defesa demandou pouco trabalho nas contratações, já que havia uma boa e sólida base em quase todas as posições, o meio de campo exigiu um pouquinho mais de atenção de Leonardo e Maldini. Ou deveria, pelo menos.


O MEIO-CAMPO


Não dá para começar sem o título, certo? Agora um "previously" da temporada passada.


Após entrarmos na era Gattusiana, firmou-se o entendimento de que um esquema com três jogadores no meio da cancha era o ideal. Assim, com dois mezzale e um regista, Rhino escalava Kessié e Bonaventura nos lados do trivote e Biglia como o dono da regência do time, jogadores com características diversas e complementares. Dessa forma a robustes e o ímpeto do marfinense contrastava com a imaginação e boa leitura de jogo do italiano, enquanto o argentino se postava entre os zagueiros para garantir uma defesa protegida por conta da subida ao ataque dos laterais. O grande problema era a falta de reservas a altura dos titulares e como ninguém veio na janela de meio de campeonato, o Milan foi empurrando esse problema com a barriga, torcendo para que Locatelli, Mauri e Montolivo fizessem algo interessante.


Divulgação
Divulgação

Kessié e Bonaventura juntos marcaram 12 gols na temporada passada


Para essa temporada que se iniciará ainda para o capeta, Bonaventura, Kessié, Biglia, Mauri e Montolivo foram mantidos na equipe e, por sua vez,  Locatelli (Sassuolo) e Zanellato (Crotone) não têm mais armários em Milanello. Para completar esse setor do campo, foram contratados Halilovic (Hamburgo), Bakayoko (Chelsea) enquanto Bertolacci retornou de seu empréstimo no Genoa.


Divulgação/acmilan.com
Divulgação/acmilan.com

Tiemoué Bakayoko pegou a #14 e pode dar mais liberdade tanto para Kessié quanto para Biglia atacarem um pouco mais


Infelizmente, o Milan deixou a desejar nas contratações para o meio campo. Claro, acertaram demais ao trazer o Bakayoko que pode tanto jogar no lugar de Kessié quanto ao lado do marfinense, deixando o time mais forte e mais alto. Contudo, faltou um meia de criação para ser reservar imediato de Bonaventura e, pelo visto, Gattuso deve recuar Hakan Çalhanoglu para essa função, que é uma inconfundível gambiarra. E a saída de Locatelli nos deixou com registas mais lentos que o Homem-Tartaruga, Biglia e Montolivo.


Com a manutenção dos titulares, a não ser por conta de lesões ou suspensões (como a que Hakan terá que cumprir contra o Napoli e, por isso, Bonaventura deve ser adiantado para o ataque), Gattuso deve começar a temporada 2018/2019 repetindo o meio-campo com Kessié, Biglia e Bonaventura.


- Curtinhas -


É possível que o polivalente uruguaio Laxalt apareça algumas vezes no meio campo também, dependendo do esquema de jogo.


Fiquem ligados que em breve a AC Milan Brasil, única torcida oficial do Diavolo no Brasil, abrirá as inscrições para o programa Sócio-Torcedor dessa temporada.