O que esperar quando se está esperando... o clássico de Milão

Parafraseando Alpha 5 no agora clássico super sentai "Mighty Morphin' Power Rangers", gatinhas e gatões, o que vieram fazer aqui no pedaço? Matar saudades das minhas piadas ruins e referências do mundo pop não foi. Se foi por informação imparcial, precisa e isenta, erraram o blog. Nós que aqui estamos por vós esperamos, já disse o outro, e assim como eu, vocês querem saber do maior e mais bonito jogo de futebol de bairro do chuvoso e charmoso norte do belpaese. Vocês querem é saber o que o capeta vai fazer dessa vez, colocar a cobrinha nerazzurra no pote de vidro ou ser picado (ui) novamente no jogo do próximo domingo.


A parada por conta da data FIFA veio em um momento em que ambos os times estavam embalados pelas recentes vitórias tanto na Serie A quanto em suas respectivas competições europeias. A Internazionale, mandante deste turno, venceu a Spal na última rodada do campeonato italiano e o PSV na Liga dos Campeões, enquanto o Milan venceu bem o Chievo Verona e o Olympiacos na Liga Europa, garantindo assim a liderança do grupo F. Inegavelmente as partidas inúteis das seleções serviu para cortar um pouco a emoção do jogo.


Getty Images
Getty Images

Não precisa ser de placa, eu quero ver gol...


Contudo, o capeta teve alguma vantagem por conta da parada. Donnarumma, Romagnoli e Cutrone foram convocados para a Azzurra por Mancini e, por conta de lesões, os dois últimos foram enviados de volta para o Milan Lab, onde se reencontraram com Mattia Caldara, outro lesionado. Quando as coisas estão funcionando, tudo se resolve e dessa vez as duas semanas de tratamento foram suficientes para que o trio de jovens e promissores atletas se recuperassem a tempo do clássico. O arqueiro, por sua vez, parece ter encontrado novamente o caminho a seguir e teve boa atuação contra a Polônia. Isso sem falar na melhoria geral de rendimento da equipe comandada por Gattuso nas últimas 3 partidas, com destaques para Lucas Biglia, que finalmente voltou a jogar como um regista digno de confiança, e Gonzalo Higuaín que se entendeu bem com o time e agora anota seu golzinho quase toda partida.


Getty Images
Getty Images

- Vê se passa a bola para mim direito, entendeu?


Aliás, o clássico de Milão sempre foi palco da disputa entre ótimos atacantes e os argentinos Mauro Icardi e Gonzalo il pipita Higuaín finalmente estão trazendo essa tradição de volta.


Em tese, a Internazionale tem um time melhor, tem mais competência na defesa e um ataque avassalador com Icardi em seu melhor momento da carreira, todavia, não será de se espantar se os Gattuso's boys, embuídos no espírito de jogo decisivo, derem um trabalho desgraçado para os vizinhos ingratos e consigam arrancar um empate maroto com a 3ª colocada na tabela da Serie A.


- Curtinhas -


Tenho a noção de que vocês todos querem falar sobre Lucas Paquetá, contudo, acontece com ele o mesmo que acontece quando o Milan contratou o Bakayoko, por exemplo. Não o conheço e nunca o vi jogar nem por 15 minutos da minha vida. Antes de emitir qualquer opinião, pretendo estudar um pouco mais o garoto, todavia, as impressões são as melhores possíveis.


Falando nele, há rumores de que o atual camisa #14 rossonero possa ser mandado de volta ao Chelsea já na janela de transferência de janeiro.


A Elliott Management está no poder do reino do capeta há um pouco mais de 100 dias e já deixa conseguiu devolver ao Diavolo aquele ar de confiança que a tanto tempo estava em falta em Milanello.