Eliminação, vexame e punição. Que porcaria de semana para o Milan

Quem acompanha esse espaço aqui há algum tempo sabe que evito demais escrever imediatamente após um bom resultado ou aós uma vergonha muitíssimo vergonhosa como a que rolou em Atenas na última quinta-feira. Não vale a pena escrever em momentos de euforia ou depressão pois o resultado seria um coletivo de sentimentos misturados, sem muito sentido. Portanto, espero sempre um ou dois dias para escrever.


Esse intervalo ainda foi valioso pois ontem a UEFA anunciou a nova punição ao Milan por desrespeito e o Fair Play Financeiro no triênio 2014/2017, ainda sob a administração de Silvio Berlusconi e Adriano Galliani.


O combo de chegada de Ivan Gazidis, eliminação da Liga Europa e punição da UEFA foram cruciais em diversos pontos do planejamento diabólico do futuro, com mudanças importantes.


A vergonhosa derrota para o Olympiakos


Os gregos mereceram passar de fase, o Milan não e a culpa, dessa vez, é toda e completa de Gennaro Gattuso. Acredito que não há como simplificar mais a vergonha da última quinta-feira. O rossonero foi mal preparado para um jogo decisivo não só na competição mas também para o futuro do clube como um todo e pagou pela inexplicável falta de experiência de seu treinador em situações desse tipo.


Gattuso mandou o time a campo claramente para empatar a partida, bancou a titularidade de jogadores que há algum tempo não correspondem a expectativa, principalmente Higuaín e Hakan, os manteve em campo por toda a partida apesar deles terem sido responsáveis diretos pela perda de diversas oportunidades claras de vitória e errou miseravelmente em todas as substituições, que ainda foram tardias. Em síntese, ele desfez toda boa impressão que conseguiu passar nas últimas partidas com erros amadores.


Getty Images
Getty Images

- IH, deu m*


Juntado isso a algumas falhas individuais de jogadores que vinham muitíssimo bem, como os zagueiros Abate e Zapata, o capeta conseguiu fazer o que não podia, o único resultado que garantiria sua eliminação, ou seja, perder por dois gols de diferença. Fim de temporada continental e um objetivo que fica pelo caminho.


A punição da UEFA


Sem muita enrolação, a UEFA decidiu aplicar uma multa de 12 milhões de Euros, limitou à 21 jogadores inscritos a lista do Milan caso se classifique para competições continentais das próximas duas temporadas e ainda deu até o ano 2021 para que o capeta ajuste as contas - um passivo de 126 milhões de Euros - permitindo um passivo máximo de 30 milhões de Euros, como determina o estatuto do Fair Play Financeiro, sob pena de banimento por duas temporadas das competições continentais


A chegada de Ivan Gazidis


O executivo sulafricano Ivan Gazidis se tornou Diretor-Geral do Milan oficialmente nesta semana e sua função será aumentar a receita gerada pelo Diavolo além das provenientes de negociações de jogadores. Ou seja, o careca terá de conseguir novos patrocinadores, trazer mais torcedores ao estádio, fazê-los consumir mais produtos oficiais e renegociar os atuais contratos de fornecedores de materiais esportivos e patrocínios. Ademais, deve iniciar o processo de ou renovação do San Siro ou a construção de um novo estádio em parceria com a Internazionale.


Gazidis também já deu a entender, de acordo com a imprensa italiana, que deverá trabalhar em consonância com a política da Elliott Management de investimento em jogadores mais novos e baratos, apostando em um retorno futuro maior, seja no sentido esportivo seja no financeiro, através de transferência.


acmilan.com
acmilan.com

Careca, você vai ter um SENHOR trabalho pela frente


Com essa sopa de 2 ingredientes indigestos e 1 mestre-cuca-calva doido para mostrar competência, a tendência é o aperto do cinto e baixo orçamento para Leonardo e Maldini realizarem contratações, o que vai exigir da dupla ações coordenadas e precisas. Fica também praticamente decidida a não contratação em definitivo de Gonzalo Higuaín, que chegou com a missão de elevar o patamar do clube, injetando uma mentalidade vencedora e até agora não conseguiu mostrar sua importância ao time - o inverso do que vemos acontecer com Patrick Cutrone - por conta de sua idade e pelo vultuoso valor de investimento que seria envolvido - serião 9 milhões de euros de salário e 36 milhões de Euros para a Juventus.


Um jogo, uma derrota vexatória e toda uma temporada praticamente no lixo. Gattuso tem apenas uma missão agora e deve fazer das tripas coração para conseguir segurar essa quarta colocação na Serie A, já que seu emprego até o final da temporada depende disso. Caso os resultados não venham, como diriam os franceses, cabeças rolarão.


- Curtinhas - 


Tem Milan Femminile nesse final de semana! As meninas do capeta enfrentam a Atalanta em Milão de olho nas partidas de Juventus (22pts) contra o Tavagnacco e Fiorentina (21 pts) contra a Orobica Bérgamo.


O Milan pode ainda recorrer da punição da UEFA para o TAS/CAS, como o fez anteriormente.


Em jogos assim que a sanidade mental de Gattuso deve ser questionada. O que ele esperava ao tirar o Cutrone, o único jogador que estava sendo útil no ataque, e colocar o Laxalt?


Os rumores de Arsene Wenger no Milan para substituir Gattuso crescem a cada resultado negativo do italiano.


A situação de Bakayoko é um pouco menos complicada que a de Higuain e existe uma chance real e fortíssima do francês ser contratado definitivamente junto ao Chelsea tendo em vista seu crescimento de desempenho nos jogos clamoroso.