Gattuso não é o único responsável por essa crise

Entre gritos de incompetente e sussuros de possíveis nomes de seus substitutos, entre um bom retrospecto em 2018 no total e um meio de temporada 2018/2019 para lá de decepcionante, aguentando uma chuva torrencial de granizo com apenas uma sombrinha de papel, temos um homem sozinho, com o peso de todo um inferno nas costas, basicamente um para-raios para tudo de ruim que ocorre no Milan. Sim, estou falando de Gattuso e não, ele não será o assunto dessa vez ou, pelo menos, não o PRINCIPAL assunto.


Importante ressaltar que ele está totalmente sozinho nesse momento de tormenta no reino do capeta e pode-se argumentar, facilmente, que a culpa dessa situação toda é em parte de Rhino, algo que é inegável. Todavia, não é totalmente sua culpa e agora os co-responsáveis simplesmente desapareceram e o antigo camisa 8 do Diavolo se vê com as calças nas mãos tendo que explicar inclusive o que não é de sua responsabilidade. Afinal, onde estão Leonardo e Maldini? Onde diabos está Paolo Scaroni, presidente do clube? Que alguma coisa está muito errada, nós sabemos, mas a culpa é só do treinador?


acmilan.com
acmilan.com

Vamos fazer valer esse terno carérrimo aí, Leo?


A dupla dinâmica de ex-defensores assumiram as rédeas do setor esportivo do clube, trouxeram Higuaín (Juve) por empréstimo oneroso de 18 milhões de Euros com opção de contratação definitiva por outros 35 milhões juntamente com Mattia Caldara (Juve) por 35 milhões, Samuel Castillejo (Villarreal) por 25 milhões de euros, Diego Laxalt (Genoa) por 14 milhões de euros, Tiemoué Bakayoko (Chelsea) por empréstimo oneroso de 5 milhões de euros com opção de contratação definitiva por 35 milhões. Alguns desses nomes, com absoluta certeza, tinha mostrado serviço para serem reservas no Milan, enquanto Higuaín era a certeza do atacante que faltava. Com exceção de Bakayoko, nenhum deles rendeu o esperado por mais de um mês. Dizer que esse time aí não merece um lugar entre a elite do futebol italiano é óbvio, ainda assim, não é possível que um técnico não consiga fazê-los jogar mais do que o Bologna ou Frosinone, 18ª e 19ª colocações na tabela respectivamente.


Todos eles foram apresentados com entrevistas coletivas simpáticas, bem arrumadas e com a presença ou de Leonardo ou de Maldini, as vezes até de Scaroni. Todos muito orgulhosos e felizes com seus "filhos bonitos" e na hora que o sapato apertou no calo e o rendimento do time caiu, todos desapareceram.


Getty Images
Getty Images

Cadê você, Presidente?


Nesse momento de incerteza, quando o clube deveria vir a público e demonstrar ou seu apoio incondicional ao treinador e ao projeto nessa temporada, independentemente de onde o time esteja no meio do campeonato e refirmar que o importante é o resultado final, que, esse sim, definirá o destino do técnico ou afirmam logo de uma vez por todas que o time não pode seguir apresentando um futebol tão feio quanto eu chupando um limão vestindo apenas uma cueca manchada de cloro enquanto tento cortar as unhas dos pés sentado no sofá da sua sala por mais tempo. E não precisa me agradecer pela imagem mental. Contudo, o que se ouviu da Diretoria do Milan até agora foi um silêncio ensurdecedor, um distanciamento que permite a todos os tipos de rumores voarem por aí livres, leves e soltos.


Gattuso tem sim parcela de culpa pelos péssimos resultados do Diavolo recentemente e deve ser ele a pagar sozinho o preço, não obstante, impossível negar que o técnico foi abandonado a própria sorte por aqueles que juraram o defender e proteger. Deixado a mercê na correnteza e sem a menor ideia de como remar o seu barquinho de papel, o naufrágio do capitão Gennaro parece ser iminente, mesmo em caso de vitória contra a SPAL nesse sábado.


- Curtinhas - 


A Serie A feminina volta da sosta invernale apenas nos dias 5 e 6 de janeiro de 2019. Até lá, descanso para as rossonere que enfrentarão o Pink Bari no retorno.


As quedas de rendimento de Hakan e Higuaín, além das lesões e escolhas questionáveis de Gattuso nas substituições são os problemas mais graves do Milan neste momento.


Getty Images
Getty Images

- Mon Dieu... pourquoi?


Não faz muito sentido, contudo, há rumores de que os substitutos em caso de demissão do técnico podem ser Wenger, Guidolin, Donadoni ou, veja só que gambiarra, o próprio Leonardo.