O Milan vence sem Higuaín sim, senhor

Entre a despedida de mais um camisa 9 que falhou no reino do capeta, mais uma rodada de suspensões e lesões que atacaram a espinha dorsal do time e a desesperadora situação de vencer a qualquer custo na partida de hoje contra o Genoa, o Milan se comportou surpreendentemente bem e ainda por cima conseguiu o milagre de jogar com alguma qualidade em diversos momentos do jogo.


A confusão em Jeddah - que não envolveu sabres de luz - e a metralhadora de cartões de Luca Banti impediram que Romagnoli, Kessié e Calabria pudessem jogar hoje no Luigi Ferraris, que você também pode carinhosamente chamar de Marassi, assim como Gattuso também não pôde ficar a beira do gramado por conta de uma suspensão já que, de acordo com Giudice sportivo, disse palavras INSINUANTES para o assoprador de apitos e como eu já esgotei o meu estoque de piadas ruins com esse tema, fique a vontade. Rino foi substituído pelo assistente-calvo Luigi Riccio. A boa notícia era o retorno de Suso e saída de Higuaín que era mais uma âncora para o time do que um finalizador.


Getty Images
Getty Images

Reparem na senhora ao lado do Borini hahaha


Como um time, novamente o Milan mostrou os problemas de criatividade e velocidade na transição, contudo, individualmente tivemos vários destaques. Pela terceira vez titular, Lucas Paquetá já dá sinais de que está se habituando com o time e com a Serie A, arriscando jogadas de efeito e passes mais difíceis além do velho e seguro toque de lado e para sua segurança, bem como de todo milanista, Bakayoko é o dono do meio campo dentro do que dele se espera, ou seja, desarmes, manutenção da posse utilizando o jogo físico e passes seguros, sem muita elegância mas com firmeza. Além deles e graças a uma contusão de Zapata logo no começo do jogo, Andrea Conti se colocou de uma vez por todas como opção de titular para a lateral direita com uma boa partida defensiva e mais uma assistência para o gol de Borini, enquanto Donnarumma dá sinais de que retomou a sua forma a qual estamos acostumadas em jogos da Serie A. Bem, sobre o Suso a gente não precisa falar muito, e seu gol graças a uma lindíssima virada de jogo de Cutrone é o suficiente.


Getty Images
Getty Images

Não faço ideia de quem sejam, mas a viagem e o ingresso valeram a pena


Mesmo com um primeiro tempo sofrível em que o Genoa, se fosse um pouquinho mais certeiro, poderia ter aberto o placar, uma etapa complementar segura e com dois gols em 11 minutos foi o suficiente para recolocar o Diavolo na quarta colocação na tabela com 34 pontos. Na próxima rodada o adversário será o Napoli de Don Carletto e Milik e seria de bom grado se o time rossonero estivesse em campo nos dois tempos do jogo ou o estrago pode ser muito grande para ser revertido. Um empate pode ser um ótimo resultado ainda mais que a Lazio (32 pontos) receberá a campeã Juventus em Roma, enquanto Roma (33 pontos) e Atalanta (31 pontos) se enfrentarão em Bérgamo.


- Curtinhas - 


A cada gol ou assistência de Cutrone, a desculpa dos fãs de que o Higuaín não deu certo no Milan pois o time é uma merda faz menos sentido. Gonzalo - 32 anos, salário de 9,5 milhões de Euros por temporada, títulos de Serie A, La Liga, Coppa Italia, Copa da Espanha e final de Copa do Mundo- jogou 22 partidas nessa temporada pelo capeta, fez 8 gols e deu 3 assistências, enquanto Patrick - com 21 anos e sem qualquer título - jogou 25 vezes com a camisa do Diavolo, anotou 9 gols e deu 2 assistências.


A Serie A feminina retornará nos próximos dias 26 e 27 e o Milan ( 30 pontos) enfrentará o Sassuolo precisando vencer, já que a Juventus abriu 4 pontos de distância e a Fiorentina está fungando no cangote com seus 28 pontos.


Krzysztof Piatek deve ser oficializado amanhã como novo jogador do Milan, e deve pegar a #9. Se esse aí não acabar com essa uruca da camisa, melhor aposentar logo.


Dica rápida ao Gattuso: Todas as vezes que o Milan chegou com perigo perto da meta de Radu, Paquetá estava centralizado armando o jogo. Talvez treinar um esquema 4-2-3-1 como alternativa não seja uma má ideia.