Higuaín quem?

Foram duas partidas contra uma das principais equipes do futebol europeu e, de propósito, o blogueiro esperou que ambas fossem disputadas para analisar o comportamento do rossonero e seus mais recentes contratados, o meia Lucas Paquetá e o atacante Krzysztof Piatek. O resultado foi, sem uma sombra de dúvidas, mais do que positivo.


Enquanto no empate sem gols pela Serie A no último sábado apenas a defesa funcionou de maneira impecável, com zagueiros, laterais e Bakayoko controlando Insigne, Merten, Callejón e Milik, além de Donnarumma, quando necessário, realizando defesas salvadoras para garantir um pontinho importante que, com a combinação perfeita de resultados, manteve o Milan na quarta colocação da tabela por mais uma rodada, a vitória de hoje válida pela Coppa Italia mostrou que todos os setores podem funcionar perfeitamente quanto estão afim.


Se a opção de jogo de Gattuso é buscar o contra-ataque rápido e eficiente, em Piatek ele encontrou o que precisava, um atacante que consegue dominar a bola lançada em sua direção e tem tanto a confiança quanto a portaria de acertar a bola no gol adversário. O polonês precisou de exatos 27 minutos para se mostrar mais do que útil ao marcar duas vezes, dar números finais ao placar e deixar o resto do trabalho para o time, e foi isso que ocorreu. A partir do segundo gol do camisa 19 rossonero, o time afundou em seu campo de defesa, chamou o Napoli para o ataque e teve a competência, combinada com um pouco de sorte, de se fechar em sua casinha, aguentar a pressão dos napolitanos e garantir a vaga na semifinal da competição.


Getty Images
Getty Images

Essa imagem é confusa. Vejo gols sendo marcados e gols sendo evitados


De maneira alguma foi um jogo bonito se ver em todos os seus 90 minutos, principalmente se você for um milanista, contudo, foi uma das partidas mais sólidas que esse time do Gattuso jogou nessa temporada. Quando digo sólida não me refiro a beleza do jogo, apesar de que Paquetá teve bons momentos, e sim ao desempenho tático do time ao se posicionar defensivamente com perfeição, tendo Romagnoli e Bakayoko atuado magistralmente, impedindo que as jogadas napolitanas evoluissem ou as afastando da área de Donnarumma.


Os pontos positivos, além dos elogiados #13 e #14 milanistas, ficam por conta principalmente da ótima estreia de Piatek e de uma partida bem interessante de Laxalt, mesmo fora do time por algum tempo. Negativamente podemos ressaltar Castillejo e Borini, muito sacrificados em suas taferas defensivas e pouco produtivos ofensivamente.


- Curtinhas - 


O adversário do Diavolo na próxima fase será o vencedor da partida entre Inter e Lazio.


Os gols serão sempre bem vindos, contudo, por uma questão pessoal, a comemoração de Piatek e sua simulação de tiros será sempre criticada.


No domingo as meninas do Milan venceram o Sassuolo por 5 a 2 (Giacinti e Sabatino com dois gols cada e Alborgetthi fechando para as rossonere enquanto Ferrato fez os dois gols dos visitantes).