Que a Força esteja com o Milan

Domingueira tem Derby della Madonnina, caso você tenha andado por Marte ou Urano. O primeiro da temporada, com mando de campo do Milan, e do técnico Pippo Inzaghi. A Internazionale mandou o Walter Mazzarri para a fila do seguro-desemprego (coitado, não vai comer o panetone) e trouxe de volta Roberto Mancini, o treinador que ganhou 3 scudetti, sendo 1 de presente por conta do Calciopoli.


Pensei em fazer um texto convocando os milanistas a batalha, para que rangessem seus dentes a la Gattuso em busca da vitória. Pensei em fazer um texto diminuindo a Internazionale do Arthur Barcelos ( que escreve no La Beneamata), reafirmando que só existe um time grande em Milão e tudo mais. Entretanto, eu preferi galhofar, lógico.


Depois de "O Exorcista" e da banda inglesa Pink Floyd darem as caras por aqui, acho justo que a obra de George Lucas ganhe também uma homenagem. Ou ele vai amar ou vai me processar. Em qualquer das opções, eu ficaria feliz por ele ter lido meu texto.


Os confrontos diretos nessa temporada chegaram cedo demais. Tanto agora, no Derby della Madonnina, quanto contra a Juventus , o Milan não está pronto, ainda não terminou o seu treinamento Jedi. Obi Wan Inzaghi, o velho mestre dos gols impedidos, não teve o devido tempo e a devida calma para tirar o máximo do potencial deste jovem time. E agora não dá mais.


Assim como no episódio V de Star Wars ("O Império contra-ataca", caso você, seu herege, não lembre), a construção de um Cavaleiro e seu aprimoramento por mestre Yoda teve de ser interrompido por um confronto importantíssimo e decisivo, mas fora do tempo certo.


No primeiro terço da temporada (ou no Episódio IV de Star Wars: "Uma Nova Esperança"), foi mole levantar umas pedras, desviar de uns tiros laser de pequenos robôs, derrubar uma Estrela da Morte e tudo mais, só que agora a coisa é séria, e a Darth Internazionale se aproxima com toda sua força negativa e feia do lado sombrio de Milão.


O momento não é oportuno, o pequeno padawan Milan não está pronto, mas é hora de enfrentar novamente um grande rival. O desafio será conseguir um resultado diferente do filme, quando Darth Vader a Luke Skywalker se enfrentaram na cidade das nuvens de Bespin, quando o mundo ficou sabendo que o grande lorde negro era o pai do mal acabado Jedi e que, de quebra, ainda arrancou o braço dele. Opa, você não sabia disso?


Divulgação
Divulgação

Tentar, não. Ganhar ou não ganhar, Milan. Não existe tentar


Enfim, aos sabres de luz, rossoneri. Venho dizendo desde antes do começo da temporada que a Internazionale era candidata para disputar o terceiro lugar com o Napoli, entretanto a coisa anda feia no vizinho também e um resultado positivo agora seria fundamental para levantar o moral desse time e dar uma motivação extra para o Milan esquecer os resultados negativos e o futebol burocrático que vem sendo apresentando.


E que a Força esteja com vocês. E com único time grande de Milão (não resisti haha).


- Espaço reservado para a cornetada marota ==<O #fuéé -


Talvez De Jong possa jogar o Derby, já que vem apresentando bons sinais de recuperação de uma lesão, enquanto Ignazio Abate segue como dúvida.


Riccardo Montolivo é outro que pode estar entre os atletas no banco de reserva, mas só para dar aquela moral ao time. Não acredito que o Inzaghi seria tão irresponsável em colocar il Capitano em campo. A gente já viu um técnico fazer isso e jogar um Scudetto no lixo (oi, Allegri).


Cuidado com Rodrigo Palacio, Kovacic e Maurito Icardi. Esses putos jogam demais e podem fazer uma diferença enorme para i nerazzurri.