Time grande não ca.. oh, wait

Antes que a porcada mande de matar, eu sei que o Palmeiras tem chances de sair do sufoco e permanecer na primeira divisão. Mas que ele está mais para lá do que para cá, ah, isso está. Quanto ao Botafogo, a terra arrasada já chegou e o Vasco da Gama já fez o contrato de repasse da vaga na Segundona para o Alvinegro.


Pois bem. Por solidariedade (pena mesmo) dos amigos dos blogs do Palmeiras e do Pedro Chilingue, do Preto no Branco, eu resolvi entrar no meu Delorean e voltar mais de 30 anos no tempo, quando o Milan foi rebaixado por duas vezes no começo dos anos 80, antes da linda era Berlusconi.


Agora senta que lá vem a história.


O primeiro rebaixamento foi uma punição ao envolvimento do Milan, seu então presidente Felice Colombo e de alguns dos seus jogadores (Enrico Albertosi, Giorgio Morini e Stefano Chiodi) no escândalo que ficou conhecido como Totonero, nada mais do que combinação de resultados de partidas por conta de apostas.  Os jogadores citados foram suspensos do esporte e o Felice Colombo, além de ser preso, foi banido do Futebol.


Getty
Getty

Se ELE jogou a Serie B, o Wesley também pode jogar

Então, o Milan jogou a Serie B na temporada 1980/1981. E subiu com o pé nas costas, sendo campeão com 50 pontos e ainda com o artilheiro Roberto Antonelli. Lembrando que o time já contava com Mauro Tassotti e o vossa magnificência Franco Baresi. O técnico na época era Massimo Giacomini.


Na temporada seguinte, a 1981/1982, as coisas não andaram tão bem para o rossonero. Franco Baresi ficou afastado dos campos por meses cuidando de lesões e o time não deu liga, com trocas de técnico (Italo Galbiati e depois Luigi Radice) durante a temporada. O resultado: ridículos 24 pontos conquistados (7 vitórias, 10 empates e 13 derrotas) e o rebaixamento, junto com o Como e o Bologna. A presidência era de Gaetano Morazzoni.


Novamente na Serie B, a temporada 1982/1983 foi de mais uma grande apresentação do rossonero. Foram 54 pontos na bolsa e prêmios de melhor ataque (77 gols marcados), maior número de vitórias (19) e menor número de derrotas (3) no campeonato.


Depois dessa lição de história, resta só comentar que o rebaixamento não acaba com o clube. Lógico que é um capítulo triste e torcedor tem pavor disso, mas, gente, jogar a Serie B não é o apocalipse. Se o clube souber aprender com seus erros, pode tirar boas lições.


- Espaço reservado para o soar das cornetas ==<O #Fuéé -


O Mexes deu uma entrevista dizendo que é o bonzão, recusou diversas ofertas para ficar, que não sabe o motivo de ter sido deixado de fora do time tanto tempo e que ter sido o capitão no Derby della Madonnina não o surpreendeu. Ah vaffanculo.


O Zapata também deu outra entrevista dizendo que precisa jogar mais, que o time só leva tantos gols pois não há definição de quem são os titulares da defesa e que, na opinião dele, o 4-3-3 é o melhor sistema para a equipe. Ma vaffanculo 2.


A próxima partida pela Serie A será domingo, às 11:50 da madrugada, contra a sempre dura (ui) Udinese.


Toda sexta é dia de visita do presidente, e hoje não foi diferente. Silvio Berlusconi esteve em Milanello para dar aquela moral para o time.