Como lidar com a ameaça lusitana sem o Milan?

Deixemos de nos preocupar com o calciomercato rossonero, mas óh, é só por hoje, e vamos ver o quão fundo é o buraco que o futebol italiano, com seus geniais representantes, está se enfiando e levando o outrora grande Calcio para o fundo do poço das vitaminas e minerais da UEFA.


Antes de mais nada, algumas explicações introdutórias (Ui!). A UEFA divide as vagas de acesso as competições europeias através de um ranking de pontuação dos seus países associados. Os 3 países mais bem colocados tem direito a 3 vagas diretas na Champions League, uma vaga nos play offs e três vagas na Europa League. Os pontos, claro, são obtidos através do desempenho dos times representates de cada páis nas competições continentais.


Atualmente, o raking uefiano tem a Espanha na liderança (com 92,570 pontos), seguida por Inglaterra (78.534 pts), Alemanha (76.272 pts) , Itália (62.343 pts) e Portugal (60.215 pts). A Alemanha ultrapassou a Itália, em pontos, em 2010 e, desde então, vem numa ascendente incrível enquanto os times do belpaese vem capengando e já sentem o bafo de bacalhau e vinho do porto no cangote.


Getty Images
Getty Images

Só faltou o bigode


Sabem o que isso significa? Que não vai demorar muito e os orgulhos de Juventus, Milan e Internazionale, principalmente, deverão ser deglutidos e enfiados em seus respectivos bolsos pois Sporting, Porto, Benfica e Braga tem obtido resultados melhores nos torneios continentais. 


O problema é simples de ser identificado: Money.



Os times italianos estão defecando e andando para a Europa League, time em que a Serie A coloca nada mais nada menos do que 5 times, no máximo, por temporada. O prêmio para o campeão da UEL da temporada passada foi de 5 milhões de Euros (sem contar os bônus), o que é considerado miséria pelos clubes da Serie A. Por exemplo, a Coppa Italia paga a seu campeão a bagatela de 6 milhões de Euros (sem contar os bônus) ao seu campeão. A diferença é pouca, e o gasto muito menos, tendo em vista que para jogar a UEL tem que viajar para a Rússia, Turquia, Alemanha, Chipre, Azerbaijão, Cazaquistão e outros lugares distantes.


O recado é objetivo ou, como se diz por aqui, o papo é reto. Nesta temporada estão na Europa League representando a Itália o Torino, a Roma, o Napoli, a Internazionale e a Fiorentina, enquanto apenas a Juventus ainda disputa a Champions League. Ou esses times resolvem jogar os torneios para valer, esquecer um pouco a grana (menos a Juventus) e pensar nessa taça ou a Itália vai acabar sendo ultrapassada até pela Rússia (48.498 pts) e só o campeão terá vaga garantida na tão desejada UEFA Champions League.


E, sem o Milan por mais duas ou três temporadas com força o suficiente para chegar, ao menos, as quartas de final da Champions League, a única salvação do futebol italiano são esses times citados. Que morte horrível.


-Espaço reservado para as cornetadas continentais ==<O #fuéé-


O Milan NUNCA venceu uma Europa League, ou UEFA Cup. Esse é um troféu que falta na cabine e na mochila da família Maldini.


Alessio Cerci da galera já chegou, mas só deve fazer sua estreia, pelo que diz a imprensa italiana, justamente contra o Torino, seu antigo time.


Rami, Abate e De Sciglio foram liberados para jogar contra o Sassuolo, no próximo dia 06, terça feira. Mexes teve algum problema no joelho durante o amistoso contra o Real Madrid, mas não parece ser nada grave. Bonera, por sua vez, se lesionou e deve ficar 10 dias fora de ação.


No amistoso, faz dois gols em cima do Real Madrid. Na Serie A, é reserva do Bonaventura. El Shaarawy.


E vamos seguir a AC Milan Brasil no twitter (@acmilan_brasil) e curtir a página da torcida no Facebook.