Viu, gente, vencer um jogo não machuca

Venceu. Bem não foi, mas o importante é fazer tudo que o professor pediu, impor o nosso jogo, controlar o time adversário e levar os 3 pontos para casa. Contudo, além do discurso pronto, o que de mais importante pode se extrair desse resultado contra a Roma é que o Milan ainda pode terminar essa Serie A com alguma dignidade.


Aqui um parênteses fashion. Teve a estreia do uniforme principal para a temporada que vem nessa partida. Gostei de quase tudo, mas o vermelho é tão sem graça quanto o futebol que o time vem mostrando.


Divulgação/AC Milan
Divulgação/AC Milan

O Honda arrumando a gola invisível é o melhor


Sobre o jogo, como disse o bom amigo Giovanni Guerreiro, do La Magica, foi a partida do time que cria pouco contra o time que não sabe contra-atacar. Tanto faz quem era quem. O primeiro tempo foi varzeano e sem sal, não fossem duas defesas de Morgan De Sanctis e o gol do Marcolino Van Ginkel, nascido de um lindo cruzamento de Keisuke Honda. 


Na segunda etapa, em um momento que a Roma dava as cartas, novamente o Japa Honda lançou da direita e, dessa vez, Mattia Destro, justificando a escalação dele pela Lei do Ex, marcou seu terceiro gol com a camisa rossonera. O Totti entrou no final só para converter um pênalti um tanto quanto duvidoso, que o semideus espanhol do Diego Lopez quase defende.


Sobre as atuações, verdade seja dita, alguém colocou aditivo na água do japa Honda, rapaz, só pode. Outros que merecem destaques são os já velhos conhecidos e elogiados Bonaventura que, mesmo não atuando no seu melhor, conseguiu ser perigoso e, claro, para Marcolino, uma cabeça pensante no meio campo com De Jong e Poli açougue.


Agora faltam só três partidas para terminar esse suplício e o povo no comando do time começar a arrumar a casa para a próxima temporada. Serão duas partidas fora do San Siro, contra Sassuolo e Atalanta na última rodada, e entre elas um senhor jogo contra o Torino, que pode definir se o Diavolo encerra esse campeonato em uma colocação com um ou dois dígitos.


-Espaço reservado para as cornetadas gialorrossi ==<O #fuéé-


O Destro é um dos jogadores mais desengonçados que eu já vi na vida. E, para melhorar, ele tem a mania de correr muito e correr errado. Não foi mais de uma vez que Antonelli ou Bonaventura cruzaram baixo na área e a anta do camisa 9, ao invés de ir para o meio do pagode, ia para a ponta.


O tonto do Inzaghi foi expulso após contestar algumas decisões do Tagliavento. O que significa que, muito provavelmente, Maurito Tassotti estará à beira do campo na próxima rodada.


Aliás, alguém notou e me indicou que o Milan divulgou as imagens do jogo para utilização livre. Nenhuma delas tinha o Inzaghi. Que fase.


Thiago Silva estava lá para assistir a partida. Gente, depois que ele foi para o PSG, não me convence mais. Caso haja, de fato, um trabalho para seu retorno, que venha só se o Mexes sair. Dois desequilibrados e mimados em campo não rola.


Divulgação/AC Milan
Divulgação/AC Milan

Chorão