Dissecando o Milan 2015/2016 - O meio campo (parte II)

Calma gente que está acabando (oh, não). Depois de passear pelos setores mais defensivos do Milan nos capítulos anteriores, chegou a hora de finalmente avaliarmos as cabeças pensantes desse plantel. As próximas linhas serão dedicadas à dissecção dos gênios da bola que estão à disposição do Mihajlovic nessa primeira parte da temporada 2015/2016.


Para quem está lendo esse capítulo antes dos outros (ai, ai, ai, onde esse mundo vai parar), novamente se mostra válido avisar que os textos estão sendo produzidos ANTES do fechamento da janela de transferências. Importante também ressaltar que só estamos avaliando quem está listado no site oficial do capeta, ok?


Então, estudantes das artes ocultas do Futebol de Milão, apertem os cintos, coloquem os capacetes e preparem os sacos de vômitos que lá vamos nós™


- Riccardo Montolivo (30 anos)


Divulgação/AC Milan
Divulgação/AC Milan

Só a faixa de capitão não garante vaga, Riccardão


Il capitano seguirá como um exemplo a não ser seguido. Riccardão é o jogador mais vagalume que existe no meio campo milanista e, por conta disso, pode ter sua titularidade ameaçada. Apesar disso, é um bom regista e um mezz'ala razoável pela esquerda, mesmo sendo muito, mas muito lento nas transições das jogadas.


- Andrea Bertolacci (24 anos)


O garoto Bertolacci foi a primeira contratação de fato dessa janela e chegou do Genoa cheio de expectativas pela boa temporada 2014/2015 pelos Grifoni. É outro mezz'ala que defende bem, mas é ótimo nas subidas ao ataque. Nesses amistosos vem se mostrando o sopro de juventude/criatividade que o time precisava após nos acostumarmos com Essien e Muntari.


- Giacomo "Jack" Bonaventura (26 anos em Agosto)


Outro por quem eu não nego a minha man crush, Jack foi indubitavelmente o jogador mais regular e efetivo da temporada passada e tem tudo para o continuar sendo no futuro. Bonaventura é inteligente, tem bom passe e pode jogar tanto no trivote quando na vaga de trequartista, o que seria mais recomendável, viu, seu Miha?


- Keisuke Honda (29 anos)


Divulgação/AC Milan
Divulgação/AC Milan

Honda san saca dos paranauê, né?


Algum analfabeto do futebol colocou o japonês no setor de atacantes no site do Milan, fazer o quê. O Honda-san foi escalado diversas vezes na ponta direita do tridente milanista na temporada passada por conta do esquema, entretanto, o japa loucão já declarou inúmeras vezes ser um trequartista de origem e raiz (forte). Bem, o japinha vai disputar com Suso e Bonaventura uma única vaga no time.


- Jesús Suso (22 anos em Novembro)


O jovem espanhol chegou na temporada passada, pegou a #8 e pouco jogou no time do Pippo Inzaghi justamente pelo time prescindir de uma mente pensante e centralizadora no meio campo. Agora, com Mihajlovic e o sistema com dois atacantes e um meia ofensivo, Suso de frutta já colocou as manguinhas de fora e mostrou alguma qualidade nos amistosos. Só que, para ser titular indiscutível no time, precisa fazer mais alguns milagres. Algo como uma assistência para um gol do Matri ou do Niang. Sentiram o drama.


De todos os cinco jogadores citados, apenas Bonaventura e Bertolacci têm aquilo roxo para ser titular, nem o capitão Riccardão se livra dessa corneta. Contudo, para essa temporada, assim como em quase todos os setores, os que estão ali dão para o gasto.


O mais legal será ver um japonês, um italiano e um espanhol se matando para ganhar uma vaga no time titular. Com esse tipo de competição, o time tem muito a ganhar, e Mihajlovic já parece ter percebido isso.


ESPN FC | Ovunque Milan


Dissecando o Milan 2015/2016 - Os goleiros


Dissecando o Milan 2015/2016 - Os laterais


Dissecando o Milan 2015/2016 - Os zagueiros


Dissecando o Milan 2015/2016 - O meio campo (parte I)


-Curtinhas-


O jovem lateral Michelangelo Albertazzi agora é jogador do Hellas Verona, ao lado de Pazzini. A saída de Albertazzi pode significar duas coisas: ou o garoto Calabria vai ser incorporado ao time principal ou Mattia De Sciglio será o reserva imediato de Luca Antonelli.


Definitivamente o xará Rodrigo Ely se candidatou a uma vaga de titular na defesa milanista. Suas atuações seguras nesses amistosos deram aquela dor de cabeça boa para o técnico sérvio.


Apesar de ter perdido o pênalti decisivo na partida contra o Real Madrid, o garoto Donnarumma já mostrou que merece algumas chances na equipe principal do Diavolo.


O jovem meia Simone Verdi não foi analisado pois sua cessão (definitiva ou por empréstimo) parece ser uma questão de tempo, muito por conta da lotação do plantel no setor.


Próxima partida será o amistoso contra o Bayern de Munique, do Bruno Secco, no dia 4/8. Eu quero ver nó tático no Guardiola, hein, seu Mihajlovic!