O melhor remédio para a ressaca

Doze de junho. Exatamente um mês após minha estreia como blogger no ESPN FC. Foi a data do meu último texto. Um texto pré-jogo sobre a partida contra o Flamengo. Decisiva para se seguir na busca pelo decacampeonato ainda no ano de 2018.


Não vencemos aquele jogo, não no placar. Talvez na dignidade e até no futebol apresentado. Foi um jogo quente, de sair faíscas que provavelmente incendiariam o campeonato e a alma de jogadores e torcedores de ambos os times na saquência da competição. O Brasileirão de todos os dias teve que ser paralisado para que tomássemos umas doses fortes de bom futebol através da Copa do Mundo. Um mês em que me dei férias, pouco dei atenção para o ClickParmera no instagram e não fiz nenhum texto. Não dava. A copa do mundo veio como uma bebida forte que nos tira do chão e nos faz esquecer por um momento do que estamos acostumados a viver em nossa vida cotidiana. Foram momentos surreais, totalmente diferentes. Nem parecia o mesmo futebol que estamos habituados a ver.


É uma pena que depois de viver esse futebol que mais parece uma utopia, tenhamos que voltar à realidade, com ratos invadindo os gramados como em Vasco x Bahia, com campos barrentos, jogos pouco técnicos, problemas de arbitragem, ausência do VAR (que convenhamos, uma das grandes surpresas da copa para evitar injustiças no futebol - ALÔ CBF, TA NA HORA DE IMPLANTAR) e coisas afins. É uma ressaca dura de se aguentar. Como a ressaca de dias que sucedem enormes bebedeiras amnésicas.


Sorte a nossa. Somos palestrinos e sabemos qual é o melhor remédio para uma dessas ressacas bravas. Um Santos x Palmeiras, depois de um mês sem Brasileirão é para acabar com qualquer sintoma ou saudade de algo que vimos nesses últimos dias. O Palmeiras, apesar de ter perdido Keno nessa janela de transferencias, e Borja, por conta de uma artroscopia no joelho, vem reforçado pelo retorno de Gustavo Scarpa, depois de longos dias enfrentando o seu ex-clube na justiça, o meia finalmente conseguiu as devidas liminares para que pudesse ter seu contrato com o alviverde validado.


O Palmeiras teve três amistosos internacionais em paralelo à Copa para não deixar cair o ritmo. Destaque para as atuações de Hyoran, Scarpa, Willian e também para a quebra de jejum de gols de falta em uma bela batida de Bruno Henrique em um desses jogos.


Tentando agora ser amigo que conta de tudo o que foi esquecido na noite anterior, vamos refrescar a memória:


O Palmeiras se encontra na sexta posição, com 19 pontos. Oito atrás do líder Flamengo (27), que encara o São Paulo, terceiro colocado (23). Sport, Cruzeiro e Botafogo são as equipes que podem nos alcançar nessa rodada de volta da competição.


O Santos estava em um péssimo momento antes da paralisação para a Copa, amargando a 15ª posição, com 13 pontos. Os torcedores já pediam a cabeça de Jair Ventura e de alguns jogadores. Não parece muito diferente após pouco mais de um mês, ainda existem alguns problemas extra-campo, como uma polêmica envolvendo a disputa da camisa 10 entre Gabigol e o novo contratado, Bryan Ruiz.


Ganhar o clássico apresentando um bom futebol, nos cura da ressaca, da saudade e nos coloca de volta, moralmente, na corrida pelo título, sobretudo se o nosso rival tricolor também vencer o Flamengo.


Me siga no Instagram!