Viagem até a fronteira: Paraná busca a classificação contra o Foz do Iguaçu

Com o início da taça Caio Júnior, o Paraná Clube se recuperou no campeonato estadual e fez com que o cenário da etapa inicial dessa temporada pudesse ser deixado para trás. Após tantos problemas, tantos erros e tantas dúvidas que surgiram para o torcedor, o time parece ter encontrado uma maneira mais leve de trabalhar e buscar resultados positivos.


A chegada de Micale no comando Paranista marcou essa mudança de postura. Já são três partidas disputadas e, de nove pontos possíveis, somamos sete. Um time mais agressivo, que busca o jogo, que busca a vitória. Um time que, independente de suas limitações, hoje faz com que o torcedor consiga enxergar tudo de forma mais positiva. E, se o começo não foi animador, entrando na 4ª rodada do segundo turno já podemos pegar a calculadora e fazer as contas para a classificação.


O tricolor vai até a fronteira para encarar o Foz do Iguaçu nesse domingo (18) e o foco é apenas em trazer a vitória. O time da casa, com apenas 1 ponto a menos que o Paraná, se tornou um concorrente direto em busca da semifinal e, após um grande resultado contra o Coritiba, vai para o jogo com força total e sem poder tropeçar diante de sua torcida.


Gazeta Press
Gazeta Press

Thiago Santos retorna de lesão e fica a disposição de Rogério Micale para encarar o Foz.


A notícia boa fica por conta do retorno de Thiago Santos, recuperado de lesão, e do meia João Paulo. Ambos estão à disposição de Rogerio Micale para a próxima partida, o que não quer dizer que retornam como titulares. Em coletiva, o técnico se mostrou confiante no elenco que está entrando como titular e deu a entender que não deve fazer alterações. Dessa forma, a possível escalação do Tricolor será com: Richard; Alemão, Neris, Rayan e Mansur; Leandro Vilela, Jhonhhy Lucas, Vitor Feijão, Carlos Eduardo e Marcelo Baez; Diego Gonçalves (Thiago Santos).


Pensando no cenário mais positivo possível para o Paraná Clube, com uma vitória contra o Foz e um tropeço do Maringá diante do Cascavel, o Tricolor retorna à Curitiba com a invencibilidade do segundo turno e a classificação para a próxima fase. Muito mais do que premiações, esse título resgata toda nossa força, resgata o orgulho Paranista e a tranquilidade para dar continuidade em uma temporada tão importante quanto a de 2018. Aos jogadores que vestem nossa camisa, o pedido é simples: joguem por nós, joguem com raça, honrem o nome de Caio Júnior.