Sem erros de árbitros e do VAR, o Porto estaria hoje 11 pontos à frente do 2º colocado

FC Porto divulgação
FC Porto divulgação

Herrera marca o gol que daria a vitória ao Porto sobre o Benfica: mal anulado


Quem não acompanha a Liga Portuguesa com muita atenção, ao olhar hoje a tabela de classificação e vir que os três grandes estão separados por apenas dois pontos, certamente há de pensar que o Campeonato Português, ao contrário de muitas ligas europeias praticamente decididas, está bem equilibrado e emocionante. Ainda por cima se tiver lido em algum lado que o Porto retomou a liderança uma rodada depois de a ter perdido para o Sporting. “Mas que campeonato animado e disputado taco a taco”, deve imaginar o desavisado. O problema, entretanto, é que mesmo com o árbitro de vídeo (VAR), a classificação da Liga Portuguesa se encontra maculada pelos erros de arbitragem que distorcem a pontuação. A esta altura, com praticamente dois terços da competição realizados, o Porto já poderia estar tranquilamente isolado na liderança.


Na 21ª rodada, os Dragões bateram o Braga por 3x1 e se redimiram do empate frente ao Moreirense (em que houve um pênalti a seu favor não assinalado e um gol anulado em lance de impedimento bastante duvidoso). Com a derrota do Sporting no Estoril, o Porto voltou ao primeiro lugar, agora com dois pontos de vantagem sobre os rivais de Lisboa, Benfica e Sporting. Os azuis e brancos ainda têm que jogar os 45 minutos finais contra o Estoril, após a partida ter sido adiada devido à falta de garantia de segurança da estrutura física da arquibancada em que se encontravam os torcedores portistas. Com a derrota parcial de 1x0, o Porto tem meio-jogo para tentar ampliar a distância aos seus perseguidores na luta pelo título.


Atualmente, a classificação da Liga Portuguesa está assim:

    Clube       Pontos Jogos
1. FC Porto   52       20
2. Benfica     50       21
3. Sporting   50       21


Porém, se a verdade desportiva prevalecesse, a tabela seria bem diferente. Vamos aos cálculos.


Porto
12ª rodada - Aves 1x1 FC Porto
Pênalti não marcado por falta sobre Danilo, do FC Porto.
Porto poderia ter somado três pontos, ao invés de um. (+2)


13ª rodada - FC Porto 0x0 Benfica
Dois pênaltis não marcados a favor do Porto (mão de Luisão dentro da área e falta sobre Marega) e um gol mal anulado.
Porto deveria ter somado três pontos, ao invés de um e o Benfica zero pontos, ao invés de um. (FCP +2 / SLB -1)


20ª rodada - Moreirense 1x1 FC Porto
Pênalti não marcado por falta sobre Felipe, do FC Porto. Gol anulado (linha da TV é inconclusiva, lance extremamente duvidoso).
Porto deveria ter somado três pontos, ao invés de um. (+2)


Resultado: Porto deveria ter 58 pontos e não 52.


Benfica
5ª rodada - Benfica 2x1 Portimonense
O Portimonense vencia até os 14 minutos do segundo tempo. Salvio, do Benfica, simulou um pênalti. Ao invés de mostrar o amarelo ao jogador benfiquista, o árbitro não só marcou o pênalti como expulsou Hackman, deixando os visitantes com um jogador a menos. (-2)


13ª rodada - FC Porto 0x0 Benfica
Casos relatados acima. (SLB -1 / FCP +2)


20ª rodada - Belenenses 1x1 Benfica
O Belenenses vencia por 1x0, quando teve um pênalti a seu favor não assinalado aos 48 minutos do segundo tempo. O Benfica chegou ao empate aos 52 minutos do segundo tempo (mesmo árbitro tendo concedido cinco minutos de acréscimos, ou seja, dois minutos além dos acréscimo previstos), na conversão de uma falta que se originou após um escanteio que deveria ter sido tiro de meta. (-1)


Resultado: Benfica deveria ter 46 pontos e não 50.


Sporting
10ª rodada - Rio Ave 0x1 Sporting
Gol de Bas Dost, aos 40 minutos do segundo tempo, foi em impedimento. (-2)


11ª rodada - Sporting 2x2 Braga
Gol mal anulado ao Braga, quando o jogo estava 0x0. Gol de empate de 2x2 do Sporting, aos 45 do segundo tempo, saiu de um pênalti que foi antecedido por uma falta de Doumbia que não foi assinalada. (-1)


Resultado: Sporting deveria ter 47 pontos e não 50.


Sem erros de arbitragem e do VAR, a verdadeira classificação do Campeonato Português deveria ser:


     Clube    Pontos Jogos
1. FC Porto  58      20
2. Sporting  47      21
3. Benfica    46      21


O Porto teria 11 pontos de vantagem sobre o segundo colocado e 12 sobre o terceiro. Tendo, ainda, 45 minutos para tentar dar a volta a uma derrota parcial. Caso consiga a virada, ao invés de apenas abrir cinco pontos (que deixa o campeonato ainda em aberto), os portistas poderiam abrir 14 e 15 pontos sobre Sporting e Benfica, respectivamente. Se não conseguir virar, ainda pior, pois terá os rivais bem na cola.


Portanto, seja qual for o resultado final do Campeonato Português, está mais do que evidente que se trata de uma competição, por conta dos erros de arbitragem e do VAR, já manchada em sua verdade esportiva.