Porto faz hoje a primeira de quatro finais - e as finais são para ganhar

FC Porto divulgação
FC Porto divulgação

Porto, que vem de vitória sobre o Benfica, precisa vencer para seguir na liderança


As finais não se jogam, ganham-se. E às 16h desta segunda-feira (horário de Brasília), o FC Porto entra em campo com a obrigação de ganhar a primeira das quatro finais que tem pela frente até o fim do campeonato, se quiser reconquistar o título nacional. Frente ao Vitória de Setúbal, os azuis e brancos precisam se impor desde o apito inicial, assumindo a responsabilidade que apenas um resultado interessa: a vitória.


É verdade que a vitória sobre o Benfica na rodada passada poderia ter colocado o Porto com uma mão na taça de campeão português, não fossem os vários erros de arbitragem/VAR ao longo da competição - falhas que maculam a verdade esportiva de forma indelével. Contudo, os equívocos aconteceram e não há mais nada que possa alterar isso. Trata-se de um Campeonato prejudicado na sua lisura, mas é o campeonato que temos e para ganhá-lo os Dragões precisam encarar os quatro jogos restantes com enorme seriedade, tendo consciência de que máxima de Pedroto, infelizmente, prevalece mais do que nunca: “Ao Porto não basta ser melhor, é preciso ser muito melhor”.


Que a derrota para o Sporting, última quarta-feira, pela semifinal da Taça de Portugal, também sirva de lição. Não basta dominar o adversário se não for agudo no setor ofensivo. De pouco adianta comandar as ações do jogo se for incapaz de transformar essa superioridade em gols. Portanto, diante do Setúbal, o Porto precisa ser mais autoritário, assumir o comando do confronto e ser mais arrojado quando estiver próximo à área dos Sadinos.


A expectativa é de casa cheia. Ao início da tarde de hoje, só restavam dois mil ingressos disponíveis à venda. O Mar Azul tem sido incansável e implacável no apoio a este time. Na Luz, calou os 60 mil torcedores da casa e nunca deixou de acreditar que a vitória seria alcançada. Que a força da brava gente da Invicta inspire os jogadores dentro de campo. As finais não são para jogar, são para ganhar. Hoje temos a primeira de quatro finais. Então, como diz a canção... “Força Porto, vence por nós”!