Porto nos braços do povo: a apoteótica recepção na chegada ao aeroporto

Pronúncia do Norte
Pronúncia do Norte

Mar Azul no aeroporto: milhares de portistas receberam o time que está a um ponto do título


O cântico “eu quero o Porto campeão” está cada vez mais perto de ser realizado. A vitória sobre o Marítimo, com gol de Marega aos 44 minutos do segundo tempo, deixou os Dragões a um ponto do título português, quando faltam apenas duas rodadas para o fim da Liga Portuguesa. Em reconhecimento ao empenho de seus jogadores, os portistas lotaram o aeroporto Francisco Sá Carneiro na madrugada desta segunda-feira, na chegada da delegação azul e branca à cidade Invicta.




Foi uma loucura! Milhares de torcedores invadiram o saguão do aeroporto à espera da delegação que retornava da Madeira com os três pontos na bagagem e a um passo da conquista de um título que escapa ao clube desde 2013. Bandeiras, pirotecnia e muita confiança no trabalho que vem sendo feito ao longo de toda a temporada foi o que se viu no Francisco Sá Carneiro. E nada de clima de já ganhou, apesar da iminência do título. O que mais se ouvia ecoar era “eu quero o Porto campeão, eu quero o Porto campeão, allez!”.




Em meio à multidão eufórica, os jogadores e a comissão técnica foram engolidos pela imensidão do Mar Azul quando passaram da saída da zona de desembarque em direção ao ônibus que os esperava do lado de fora. Alguns atletas, como o capitão Hector Herrera, autor do gol decisivo na vitória sobre o Benfica na Luz, foram mais efusivos na comemoração, juntando-se aos torcedores, com os punhos em riste a cantando com a massa portista.

Na chegada do ônibus ao Estádio do Dragão, algumas centenas de torcedores esperavam pelo time.




Com 82 pontos conquistados, o Porto tem cinco de vantagem sobre os rivais Benfica e Sporting. Os portistas podem até ser campeões sem sequer entrarem em campo. Basta que, no sábado, o dérbi da segunda circular termine empatado - se isso acontecer, o Porto já entra em campo, no domingo, com o título assegurado. Em caso de haver um vencedor em Alvalade, os Dragões precisarão apenas de um ponto em casa, diante do Feirense.


A julgar pelas manifestações recentes na saída da delegação azul e branca para Lisboa e Madeira e pela recepção apoteótica desta madrugada, é de se esperar que no próximo domingo a Avenida dos Aliados, tradicional local das celebrações portistas, sofra a invasão de um Tsunami Azul.