Porto é campeão português pela 28ª vez na história, a quinta vez 'no sofá'

FC Porto divulgação
FC Porto divulgação

Gol de Hector Herrera na Luz foi decisivo para a conquista do campeonato pelo FC Porto


Depois de quatro anos de jejum, o FC Porto voltou a ser campeão português. E nem precisou entrar em campo para assegurar o 28º título nacional de sua história. Os azuis e brancos se beneficiaram do empate no dérbi da Segunda Circular para, “no sofá”, comemorarem a justíssima conquista. Melhor time ao longo de toda a temporada, os Dragões só não celebraram o Campeonato mais cedo por conta dos diversos erros de arbitragem e do VAR que o prejudicaram ou beneficiaram seus adversários. Esta é a quinta vez que o Porto é campeão “no sofá”.


A primeira aconteceu na temporada 1995/96, quando o clube portuense se sagrou bicampeão português. Na tarde do dia 14 de abril de 1996, pela 30ª rodada, os portistas fizeram o dérbi da cidade com o Salgueiros (o terceiro clube da Invicta disputou 24 vezes a I Divisão, 17 delas entre 1982 e 2002, quando caiu e nunca mais voltou). A vitória por 2x0 sobre o pequeno clube da freguesia de Paranhos, com gols de Domingos e do brasileiro Emerson, permitiu ao Porto abrir 14 pontos sobre o Benfica, que só jogaria à noite, contra o Campomaiorense. Um empate benfiquista daria o título antecipado aos portistas. E foi isso o que aconteceu. O clube lisboeta não passou do 0x0 no Alentejo e o Porto, no sofá, celebrou o bicampeonato.


FC Porto divulgação
FC Porto divulgação

Em 1999, o Porto comemorou o pentacampeonato português nos vestiários de Alvalade


A sequência do inédito e até hoje único pentacampeonato no futebol português se concretizaria com o Porto celebrando o feito histórico nos vestiários do estádio Alvalade, do rival Sporting. Aconteceu no dia 22 de maio de 1999, quando os Dragões souberam que o rival portuense Boavista havia tropeçado com o Farense, empatando em 2x2, no Algarve. O resultado sacramentou o título portista. Os jogadores azuis e brancos entraram em campo para celebrar a conquista com a torcida que lotava seu setor na casa do rival. O Porto era treinado por Fernando Santos, atual treinador da seleção portuguesa, campeão da Euro 2016.


A memorável temporada 2003/04, marcada pela conquista da Liga dos Campeões pelo time comandado por José Mourinho, também teve uma festa “no sofá”. No dia 24 de abril de 2004, o Sporting perdeu para o União de Leiria por 1x0, em Leiria. E o Porto se sagrou bicampeão nacional tendo ainda três jogos por realizar. O título foi comemorado pelos atletas no hotel em que a equipe se encontrava concentrada para enfrentar o Alverca no dia 25.


Por fim, o título da temporada 2011/12. Depois de ter conquistado o campeonato de 2010/11 no estádio da Luz, com direito à luz apagada e sistema de irrigação ligado, o Porto foi bicampeão nacional “no sofá”. Para isso, no dia 28 de abril de 2012, pela 28ª rodada, venceu o Marítimo, na Madeira, por 2x0 (dois gols do brasileiro Hulk). No dia seguinte, contou com o empate do Benfica por 2x2 com o Rio Ave, em Vila do Conde, para comemorar mais um título nacional.