Lucas honrou a camisa do PSG, mas não conseguiu dar o salto a mais

Divulgação/PSG
Divulgação/PSG

Lucas marcou em sua passagem pelo Paris


O ciclo de Lucas no Paris Saint-Germain chegou ao fim. O brasileiro acertou hoje sua ida ao Tottenham por algo em torno de 30 milhões de euros e certamente deixará saudade ao torcedor parisiense pelo o que fez dentro e fora de campo.


Lucas chegou com uma expectativa fora do normal, sendo comparado a Raí. Não há dúvidas de sua evolução dentro de campo (foram quatro assistências em 2013; cinco gols e 14 assistências em 2013-2014; oito gols e nove assistências em 2014-2015; 13 gols e cinco assistências em 2015-2016; 19 gols e 10 assistências em 2016-2017; e um gol e uma assistência nesta temporada, em que quase não entrou em campo), mas sempre esperou-se mais do camisa sete.


Instagram/Lucas
Instagram/Lucas

Lucas sempre mostrou muito carinho e respeito pelo PSG


Em outros tempos, Lucas teria se tornado um dos maiores ídolos da história do clube, mas o patamar atual é outro, e sempre parece ter faltado aquele salto a mais para o brasileiro se consolidar de vez na equipe. Mesmo assim, tornou-se um dos jogadores mais queridos dentro e fora de campo, por seu estilo de jogo, sua alegria, companheirismo e respeito por tudo o que envolve o PSG.


Vai deixar saudades também em Marquinhos, seu grande irmão. Não era incomum vê-los dando risadas e conversando fora de campo, em uma das amizades mais genuínas que se pode ver no futebol atual – nosso zagueirão chegou a chorar em entrevista recente ao Canal + ao evocar a saída do amigo.
Lucas deixa o PSG com marcas importantes: é o 13º maior artilheiro da história do clube, com 46 gols (e 46 assistências); o 12º segundo na Ligue 1, com 34 gols; e o brasileiro com o maior número de jogos pelo Paris – 229.


Getty Images
Getty Images

Lucas é o brasileiro que mais atuou pelo clube


Sempre nos lembraremos de sua alegria, humildade, caráter, respeito e arrancadas dotadas de muita habilidade. Seu lema “Champion mon frère” (Campeão, meu irmão”) acabou virando um mote dentro do clube após cada conquista, e espero que ainda comemore bastante nos próximos desafios.


Mais uma vez, muito obrigado pelo carinho e respeito demonstrados pelo Paris Saint-Germain em todas as oportunidades, nas horas boas e ruins, que deixarão muita saudade em todos os que acompanharam sua jornada nos últimos cinco anos.


Divulgação/PSG
Divulgação/PSG

Foram várias taças conquistadas pelo camisa 7


CHAMPION, MON FRÈRE!