Mesmo com possíveis desfalques, Real Madrid é favorito contra o PSG

Se no primeiro confronto entre Real Madrid e PSG pelas oitavas de final da Champions League, realizado no Santiago Bernabéu no dia 14 de fevereiro, a maioria das pessoas apontava o time francês como franco favorito, dessa vez a história mudou de figura. Às vésperas do jogo de volta, o time merengue seguiu numa crescente após a vitória por 3 x 1 sobre os franceses e mostrou que está longe de estar morto na atual temporada.


Getty Images
Getty Images

Adivinha quem roubou a cena no jogo de ida e pode fazer o mesmo agora?


O time de Zidane vivia uma crise antes da primeira partida. E mesmo nesse confronto não foi brilhante, mas mostrou claras evoluções e conseguiu uma boa e convincente vitória. De lá para cá, foram quatro confrontos pelo campeonato espanhol, com três vitórias - 5 x 3 sobre o Betis, 4 x 0 sobre o Alavés e 3 x 1 sobre o Getafe - e apenas uma derrota, pelo placar mínimo, contra o Espanyol. Em todos esses jogos em que saiu vitorioso, o time mostrou muitos aspectos positivos e alguns pontos de atenção, sobretudo nas falhas individuais da defesa. E no jogo em que foi superado, Zizou mandou a campo um time com muitas alterações e que não se encontrou em campo.


Para esse jogo de volta contra o PSG, os desfalques podem, novamente, ser uma realidade. Por mais que Toni Kroos e Luka Modric tenham viajado com o grupo e já tenham realizado trabalhos no campo, suas escalações não estão 100% garantidas. E, caso suas ausências sejam confirmadas, existem alternativas interessantes que Zidane pode colocar em prática.


Getty Images
Getty Images

Será que eles voltam?


A primeira e mais adequada para esse confronto, é deixar de lado o esquema com três atacantes e investir em uma dupla formada por Cristiano Ronaldo e Gareth Bale ou Karim Benzema. Fechando o meio campo, Casemiro como o cão de guarda da defesa e um trio formado por Isco, Marco Asensio e Lucas Vázquez. Uma formação que, num primeiro momento, pode parecer extremamente ofensiva, mas que, na verdade, é interessante para a recomposição do meio, já que Asensio e Vázquez cumprem essa função com grande qualidade e Isco sabe muito bem ocupar os espaços no setor e dificultar a troca de passes do rival.


Outro ponto positivo nessa opção é a valorização da posse de bola, algo que esses três jogadores de meio sabem fazer com maestria. Essa seria, na minha opinião, a melhor estratégia possível, já que o PSG precisa sair um busca do resultado desde o começo, e tende a pressionar o time merengue na defesa. Com esses jogadores em campo, o Real Madrid teria um contra ataque de enorme velocidade, com boa qualidade de passe e visão de jogo para lançamentos por trás da defesa parisiense.


Getty Images
Getty Images

Asensio deu trabalho ao PSG no primeiro confronto


Zidane também pode optar por um ataque formado por Cristiano e Asensio, sendo que o segundo faria uma função híbrida entre meio campo e ataque. Não é algo totalmente do meu agrado, por deixar o português isolado demais, sem opções de triangulações e trocas de passes rápidos. Sobretudo se, ao invés de Vázquez ou Isco, o técnico francês optar por Kovacic fechando o meio com Casemiro. Ainda que o croata cumpra bem a função de elemento surpresa no campo adversário, os outros dois possuem maior capacidade de decisão e finalização.


O esquema com três atacantes não pode ser descartado. Entretanto, peço a todos os santos e orixás que Zidane não coloque o trio BBC como titular. Se for para sair com três homens de frente, que sejam Cristiano Ronaldo, Benzema e Asensio. O atacante francês, mesmo contestado, pode ser uma opção interessante para fazer Cristiano brilhar marcando seus gols decisivos. E Asensio vem mostrando um rendimento bastante superior ao de Bale. Ainda ganharíamos, como já falado, uma boa peça de recomposição no meio, que aí poderia ser formado por Casemiro, Kovacic e Isco, com os dois primeiros ficando mais fixos na proteção à defesa e liberando Marcelo e Carvajal para o apoio ao ataque com maior frequência.


Getty Images
Getty Images

Aguardamos por esse sorriso ao final da partida, mister


E ainda temos a opção dos retornos de Modric e Kroos. Aí o time irá a campo com sua força máxima e, nesse caso, continuo achando que Asensio seria a melhor opção para compor o meio campo. Ele seria a opção de maior velocidade pelos lados, enquanto Isco, caso seja o eleito para a posição, centralizaria demais o jogo, correndo o risco de bater muito de frente com a defesa adversária.


Opções para Zidane não faltam. O pior momento do time na temporada já passou e o ambiente é outro, com os jogadores mais confiantes e cientes de que podem vencer o PSG. Resta saber, apenas, como o Real Madrid irá a campo para confirmar o seu favoritismo e assegurar a vaga nas quartas de final da Champions League



Siga Rodrigo Rebelo no Twitter | Siga o Conexão Merengue no Twitter | Curta o Conexão Merengue | Curta o ESPN FC