Santos: os dois lados da frase 'mas foi só contra o Linense'

Para quem escreve, e este é o caso deste jornalista, obviamente, ler seu público é algo importante. Quem acompanha este blog quer o quê? Elogios? Críticas? Enxerga o assunto do qual trato da mesma maneira que eu? Discordamos constantemente?


Por isso leio todos os comentários e, após a vitória santista sobre o Linense por 3 a 0, na estreia em 2018, fiquei com um na cabeça: "O Vecchio pode fazer até gol de bicicleta que vocês vão dizer 'foi contra o Linense'", afirmando que eu, por exemplo, diminuiria o jogo do meia argentino por causa do adversário.


Essa frase pode ser lida de duas maneiras. Mas é, adianto, um argumento clichê e fraco. Infelizmente a análise do futebol no Brasil também o é, então vale a pena falar sobre.


Gazeta Press
Gazeta Press

Rodrigão marcou um golaço e isso talvez seja uma má notícia


Vamos começar por Vecchio. Ele deu duas 'assistências' na vitória do Santos: a primeira, sem querer, já que entrou numa dividida, tentou um toque fraco, errou a força, deu um balão e, por acaso, a bola caiu num livre Arthur Gomes; a segunda, um passe de lado que só virou assistência porque Rodrigão resolveu acertar um chute que ele não deveria ter dado e que nunca mais vai acertar.


Vecchio, em nove minutos de jogo, já havia dado dois passes diretamente para fora pela lateral. E ambos sem marcação. Durante todo o jogo repetiu o que fez na última vez que foi meia isolado, contra o Barcelona na Libertadores: avançou lento, girou para trás e permitiu a chegada da marcação.


Vecchio poderia 'fazer um gol de bicicleta' ontem. Poderia. Continuaria sendo uma atuação fraca contra um time extremamente fraco. E que não prova absolutamente nada de positivo sobre o suposto talento do argentino.


Ou seja, a frase lá de cima pode ser vista de duas maneiras: como algo que diminui uma boa atuação por causa do rival, e como uma realidade, a de que o Linense e basicamente todo o Paulista são, sim, fracos, e que toda boa atuação deve ser relativizada, sim. 


Ou o 6 a 2 sobre o mesmo Linense na abertura do Paulista de 2017 significou algo para o restante do ano santista? Thiago Ribeiro fez gol naquele dia e foi um horror a partir de então. Rodrigão fez dois gols e, bem, não durou muito até ser emprestado.


"Foi contra o Linense". Foi mesmo. E, por isso, quem faz esse tipo de comentário achando que é uma provocação, na verdade, precisa rever o conceito. Só a segunda opção é correta: foi contra o Linense e, por isso, nada vale. Mesmo.


Inclusive é preocupante: pois duas assistências sem querer darão continuidade a Vecchio no time. Um golaço depois de uma atuação em que nada mais fez dará continuidade a Rodrigão. E isso pode prejudicar o Santos sabe quando? Quando o adversário não for o Linense.


Vila Belmiro: 100 Anos, 100 Jogos


Compre mandando mensagem aqui.


Divulgação
Divulgação

Não tem jogo contra o Linense aqui