Santos sem novidades: Guedes merece ser titular, Braz falha feio

Achou que não ia ter texto o domingo de Carnaval? Bom, eu também achei. Mas estou de plantão exatamente no pós-jogo do Santos - Ferroviária 2 x 2 Santos, com direito a Vanderlei sendo herói (que inesperado, porém não). E, em tal jogo, ocorreram dois fatos muito importantes para a continuidade do ano santista. Então por que não aproveitar alguns minutos livres no trabalho e gastá-los com a sagrada corneta?


E com elogios também, eu juro. Inclusive, o elogio vem primeiro!


Ivan Storti/Santos FC
Ivan Storti/Santos FC

O titular na direita. Urgente. Já. Obrigação


Daniel Guedes provou que precisa ser titular. É curioso: dizem que não se pode, para não estragar um grupo de jogadores, tirar um líder do elenco do time titular de repente, mesmo que esteja mal. Qeu é preciso que o reserva prove que realmente é melhor.


E Guedes faz isso desde 2015. Repita: 2015! Não, ele não é um gênio. Tem muito a evoluir. Mas esse é o ponto: ele tem coisa a evoluir. Ele pode evoluir. Victor Ferraz, porém, não: já chegou e já passou de seu auge. A troca urge.


As duas jogadas de gol mostram como Guedes é o oposto de Ferraz: primeiro, ele sabe cruzar; segundo, ele tem condução de bola, algo que Ferraz nunca mostrou. Ou você já viu uma arrancada dele? Do próprio Guedes já vimos: contra o Flamengo, em 2017. Ele sabe avançar, sabe abrir espaço. Ferraz? Não.


Agora, a corneta.


Gazeta Press
Gazeta Press

Não dá mais


O primeiro gol da Ferroviária é mais uma aula de tudo que um zagueiro não pode fazer num campo de futebol. É constragedora a infantilidade de David Braz no lance.


Veja que, quando o time grená avança pela direita, Braz está certinho (!) e fica à frente do atacante:


Reprodução/TV Globo
Reprodução/TV Globo

E ele ainda olha para o zagueiro, percebe a posição, o avanço, parece bom, não é mesmo?


Mas... Por algum motivo, ao dar a ordem para seus companheiros cobrirem buraco na área, ele vira de costas (!!) para o atacante. E qualquer atacante sabe que: primeiro, essa é a hora de fintar; segundo, nenhum zagueiro no mundo tem olhos nas costas. A recuperação se torna impossível.


Reprodução/TV Globo
Reprodução/TV Globo

Olha o espaço que se abre na área para o atacante da Ferrinha


E foi impossível, mesmo. Gol da Ferroviária, falha infantil de David Braz. Que toma um susto e tenta dar um carrinho, completamente inútil, para evitar o inevitável. Coitado do Vanderlei...


David Braz. Até quando?


Vila Belmiro: 100 Anos, 100 Jogos


Compre já me mandando mensagem aqui. Mas não só me adiciona, eu nunca sei se é para isso. Manda mensagem. Eu respondo na hora.


Divulgação
Divulgação

Vila Belmiro, 100 Anos, 100 Jogos