Santos promove espetáculo patético a público tão ridículo quanto no Pacaembu

É impressionante a capacidade que o Santos tem de ser patético quando quer.


Não há outra palavra: com todo respeito ao Vasco, o time carioca é fraquíssimo. Talvez um pouco pior que isso. E não fez o menor esforço para sair do Pacaembu com um ponto na noite desta quinta-feira. Mas conseguiu. Porque o Santos, repito, quando quer, é patético.


Gazeta Press
Gazeta Press

Fechem os olhos para não ver o horror que foi Santos x Vasco


Santos 1 x 1 Vasco foi dividido em duas partes: no primeiro tempo, o Santos teve Sanchez inteiro. E isso é fundamental: o time só funciona quando o uruguaio, disparado o melhor jogador da equipe, está bem. Quando ele cansa, o time parece voltar a ser treinado por Jair Ventura.


E vocês sabem bem o quanto isso é desesperador.


Mas, nesse período, o Santos teve chances, criou, atacou. Para, após o intervalo, desfalecer.


Porque o Vasco, no segundo tempo, também não fez nada. Inclusive, só teve chances de contra-ataque, mesmo PERDENDO. Quem é que aposta em jogar em contra-ataques enquanto atrás no placar?


Pois o vasco fez essa aposta bisonha e... Parabéns, Santos. Deu certo.


Sanchez cansou novamente, afinal joga sozinho no meio, o Santos parou de criar, falhou na bola aérea como nos velhos tempos e entregou dois pontos.


Os 45 minutos finais santistas foram patéticos, insisto. Cuca lembrou Jair, quem estava em campo pareceu treinado por Jair... Foi feio. Voltou à estaca zero?


Ao menos é bom para brecar os empolgadinhos que pensavam em Libertadores. Pelo amor, foquem na fuga do rebaixamento - que ainda está aí, vivíssimo.


E o público?


A torcida foi citada no título pois combinou com o futebol apresentado por aqueles os quais ela foi apoiar.


11 mil? Numa quinta-feira? Às 20h? Com metrô fácil para chegar e também para ir embora? Com ingressos a partir de R$ 7,50? Com o melhor lugar do estáido (cadera manga) a R$ 18? É sério isso?


Pois bem: parece que a empolgação acabou. A torcida, como sempre previ, já cansou de ver o Santos constantemente em São Paulo. O santista é assim: cansa fácil.


Se na Vila não enche mais, o caminho é, com cada vez mais jogos no Pacaembu, ocorrer o mesmo. O santista é um bicho complicado... Cansa.