Viva o Sampaolismo

Viva o Sampaolismo.


A palavra "viva" tem dois significados:


- Exclamação de aplauso ou felicitação


- Flexão do verbo viver


Viva o Sampaolismo.


Gazeta Press
Gazeta Press

"É Sampaoli" ecoou no Pacaembu. Esperamos que por muito tempo


Você pode escolher: pode celebrar o Sampaolismo, pode se entregar ao Sampaolismo. Mas faça isso: viva o Sampaolismo.


A torcida do Santos presente no Pacaembu na tarde deste domingo, na vitória por 2 a 0 sobre o São Pàulo, gritou "É Sampaoli" quando o técnico entrou em campo, sozinho, antes de seus jogadores; gritou "É Sampaoli" durante o hino nacional, após gritar o nome de cada atleta; e gritou "É Sampaoli" ao final do jogo, enquanto o técnico caminhvaa para o vestiário, novamente desacompanhado.


O primeiro foi o de esperança. O segundo, o tradicional. O terceiro, do agradecimento.


Vamos destacar o terceiro: o reconhecimento de que o que o time fez em campo durante 90 minutos, quando amassou o São Paulo, a ponto de não levar um chute sequer na direção do gol de Vanderlei, é mérito, sim, de todo jogador, mas principalmente do comandante, que colocou a ideia de jogo na cabeça de cada um.


Quem comprou o Sampaolismo saiu de campo aplaudido. Pergunte a Jean Mota...


Quem comprou o Sampaolismo não tomou gol pelo terceiro jogo seguido. Pergunte a Gustavo Henrique e Luiz Felipe.


Santos FC
Santos FC

A dupla de zaga que: ganhou todas pelo alto; ganhou todas por baixo; ganhou todas em recomposição defensiva; ganhou todas quando avançou ao campo de ataque


Quem comprou o Sampaolismo saiu rouco do Pacaembu por gritar o nome do argentino a plenos pulmões.


Há quanto tempo o Santos não dominava um clássico assim? Há quanto tempo não víamos um San-São ter o lado todo branco atacando até o fim, até o último minuto, pressionando lá em cima, deixando a defesa rival maluca?


O Sampaolismo pode demorar a ser aceito - eu mesmo, no estádio, ouvi torcedores implorando por pressa nas trocas de bola na defesa; implorando por lançamentos longos quando o time segurava a bola no pé. Mas eles foram se esvaindo com o avanço do time. Com o domínio.


Viva o Sampaolismo. Ele pode acabar a qualquer momento? Pode. Pode começar a dar errado? Pode. Mas eu estou aqui para sentir o futebol. E nada nos  faz sentir mais que isso agora.


- E eu não soube encaixar Pituca neste texto. Não tem problema. Ele descobre como. Ele está em todos os lugares.