Diego Souza é uma bomba-relógio, mas que pode acertar seus ponteiros no São Paulo

Gazeta Press
Gazeta Press

Vai ter que jogar bola, viu


Com a saída de Lucas Pratto praticamente sacramentada para o River Plate, o São Paulo acelerou o processo que já acontecia há semanas e confirmou a contratação de Diego Souza. O jogador, que vem do Sport, é um pedido de Dorival e visto pela comissão com alguém pra segurar a bronca.


Os valores assustam - R$ 10 milhões pelo jogador de 32 anos -, mas a negociação foi conduzida pessoalmente por Raí e tem o aval do maior jogador da história do clube. A ideia é que seja a referência do ataque tricolor, e isso valeria a grana investida (por sinal, alguém precisa explicar como andam os caixas são-paulinos).


Em campo, Diego Souza tem qualidade inegável e já mostrou em diversos times ao longo de sua carreira. É um jogador de técnica apurada, bom finalizador, e que, bem ou mal, terminou o ano (e o Brasileirão) com mais gols que Pratto: marcou 21 vezes na temporada, sendo 11 no campeonato nacional.




Convocado muitas vezes por Tite para a Seleção Brasileira justamente atuando no ataque, Diego Souza deve ser uma espécie de 'falso 9' no São Paulo, com a linha de trás composta por Cueva (se permanecer), Marcos Guilherme e a contratação que buscam para a ponta (Scarpa, Robinho e afins, falamos sobre em outro post). Mesmo com a boa fase de Firmino pra Europa, ainda deve crer em uma convocação para a Copa do Mundo e vai brigar por isso.


Mas...


Diego Souza é uma bomba-relógio. Não foram poucas as confusões do jogador ao longo da carreira, e certamente, a postura de não se reapresentar ao Sport na data certa não é algo visto com bons olhos.


Vale lembrar também a aventura do atleta pelo Fluminense em 2016, quando deixou o Sport para voltar ao Rio de Janeiro em janeiro, vestiu a camisa 10 e, menos de três meses e dez jogos depois, estava de volta ao Recife. Alegou problemas particulares, arrependimento e retornou para o time pernambucano.


Mesmo mostrando muita bola jogada ao longo da carreira, também coleciona alguns momentos de irregularidade e ostracismo. Pela idade, muitos julgam como alto risco o valor pago. Dentro do clube, no entanto, sua contratação é visto como uma necessidade de 'resposta' após as possíveis saídas definitivas de Pratto e Hernanes.


A ver. Focado e com a cabeça no lugar, Diego Souza pode ser um grande reforço para o São Paulo. Mas não pode achar que vai chegar na calmaria: pelo custo bem alto e com a saída de algumas das principais referências, vai ter que jogar muita bola para provar que valeu a pena.