Contratação cirúrgica de Anderson Martins é grande acerto do São Paulo

Paulo Fernandes / CR Vasco da Gama
Paulo Fernandes / CR Vasco da Gama

In Raí and Ricardo Rocha we trust


A impressão é que o negócio durou um dia: nem bem surgiram os boatos de que Anderson Martins deixaria o Vasco, logo já estavam falando que o zagueiro seria reforço do Tricolor. Não deu outra: mais um contratado são-paulino.


O experiente zagueiro ainda não foi anunciado, mas chega ao Morumbi sem custos, já que rescindiu seu contrato com o time carioca. Aos 30 anos, deve assinar contrato de três anos com o São Paulo, e chega para ser um excelente suporte da defesa, com grandes chances de ser peça-chave do time titular.


Técnico, bom marcador e de muita qualidade, Martins foi revelado no Vitória, ganhou fama no Vasco, jogou no mundo árabe e passou seis meses no Corinthians em 2014. Voltou aos cariocas no meio do ano passado e foi um dos pilares da recuperação da equipe rumo à Libertadores.


Para se ter ideia: a defesa do Vasco, que foi a terceira pior do primeiro turno do último Campeonato Brasileiro, levou apenas 10 gols em 14 jogos desde a chegada de Anderson - sendo três logo na primeira partida e um quando ele não estava em campo. Fez um excelente campeonato, e com certeza os vascaínos vão sentir saudades em São Januário.


A tendência é que seja o substituto natural de Rodrigo Caio, que no meio do ano deve, enfim, rumar para a Europa e deixar alguns milhões nos cofres. Anderson tem tudo para fazer boa dupla com Arboleda, e creio ser uma posição que ficaremos despreocupados, assim como estamos agora. Resta torcer apenas para que não seja sinal da não renovação de Éder Militão. O jogador, que se destacou na lateral mas que Dorival quer usar na zaga, ainda não renovou seu contrato, que acaba no fim do ano que vem.


Mas aí já é outra história. Por ora, trata-se de um ótimo acerto de Raí e Ricardo Rocha, mais uma vez. Zagueiro firme e experiente, de graça, com bom posicionamento e qualidade na saída. Anderson Martins é dos melhores do Brasil, e foi uma bola dentro do São Paulo.