Bola murcha em São Januário, o São Paulo provou que a culpa não era de Aguirre

Contra o Vasco, em São Januário, o São Paulo tinha a simples missão de vencer para entrar no G4 e depender de si até o fim do campeonato. Mas depender do Tricolor é uma tristeza sem fim, mesmo que o adversário seja uma equipe que brigue contra o rebaixamento do campeonato. O resultado, convenhamos, era esperado porque o São Paulo é uma equipe horrorosa que deu certo por um breve período do ano.


Em uma partida que as bolas eram esvaziadas a mando da diretoria adversária, o São Paulo foi o verdadeiro bola murcha em São Januário. Vencer era fundamental, mas a equipe abusou de erros individuais. Nos dois gols do Vasco, por exemplo, o São Paulo cometeu falhas infantis, com Jucilei errando passe na frente da área e Shaylon perdendo a bola no meio do campo ao puxar contragolpe. Falhas bobas, mas que fazem a diferença, ainda mais para uma equipe que não sabe atacar.


Em campo, o Tricolor foi uma bagunça total. Nene não fez nada, Helinho também não e o Everton foi um completo fantasma. Reinaldo é uma palhaçada sem tamanho, Bruno Peres foi péssimo em tudo, Jucilei foi medíocre e Hudson afobado. Trellez é uma canela humana. Ou seja, nada daria certo, nem mesmo com as substituições.


Rubens Chiri/saopaulofc.net
Rubens Chiri/saopaulofc.net

Se o Bruno Peres é jogador, eu sou astronauta!


Nos últimos jogos, o São Paulo provou que a culpa não era de Aguirre, mas de quem montou esse elenco medíocre e dos próprios jogadores que não demonstram um pingo de vontade dentro das quatro linhas. Aguirre foi nosso melhor treinador em muito tempo e fez milagre com esse time, mas a diretoria, em uma só demissão, estragou tudo isso. Para piorar, ainda corre o risco de queimar Jardine e estragar a evolução do promissor treinador. Dois erros em um só movimento de Raí e Leco, os dois perdidos no comando do clube.


Dependendo de si mesmo, o São Paulo foi patético e fez, talvez, seu pior jogo no ano. Uma vergonha sem tamanho e que culminará em uma vaga apenas na pré-Libertadores. Sendo assim, 2019 começará corrido com jogos importantes e uma desnecessária Florida Cup. O São Paulo cavou a própria cova e a torcida ainda vai ter que passar raiva por conta disso.