Não adianta o São Paulo querer vencer (e reclamar da arbitragem) sem ameaçar o goleiro adversário

Mais um jogo, mais uma derrota. O São Paulo decidiu, para desespero de toda a torcida, que simplesmente não quer mais vencer. Joga mal, não empolga, não faz por merecer sequer um mísero empate. Nos últimos jogos, apenas dois jogos marcados. Na Libertadores, por exemplo, a rede não foi balançada uma única vez. Os goleiros estão adorando jogar contra o São Paulo porque não são exigidos.


O Tricolor decidiu que é inovador. Quer vencer os jogos sem ameaçar os goleiros adversários. Por jogo, de cabeça, lembro de um ou dois chutes certos. O goleiro do Talleres foi ameaçado só no jogo de ida. Na volta, no Morumbi, foi um mero figurante enquanto os zagueiros afastavam todos os cruzamentos inúteis feitos na partida. Cássio, neste domingo, também foi espectador e não sujou o uniforme, mesmo que tenha levado um gol. Não adianta reclamar da arbitragem, por mais que ela tenha errado, quando o time é insosso e não faz a sua própria parte.


Rubens Chiri / saopaulofc.net
Rubens Chiri / saopaulofc.net

Mais um dia derrota do São Paulo Futebol Clube, sem novidades


O São Paulo é daqueles que empata o jogo e recua, mesmo depois de muito esforço para balançar as redes. Se o time está na situação ruim que está, jogando fora de casa, por que não ir para o ataque e pressionar? Seria, inclusive, uma forma de dar um certo ânimo para os atletas nessa situação ruim. O técnico-não-técnico Vagner Mancini optou por ser pressionado, recuar muito e levar o segundo gol. Só aí decidiu mudar o time. Tarde demais, estrago feito.


Outro ponto triste é perceber que o time precisa pelo menos do empate, o treinador olha para o banco e chama dois jogadores: Nene e Diego Souza. Os dois não deram certo no São Paulo, já deveriam estar muito longe daqui, mas continuam nos assombrando com um futebol pobre demais e panelando dentro do elenco. Uma vergonha precisar desses dois, mas disso o Tricolor já está acostumado.


E assim segue a vida no Morumbi. O time não quer ganhar, a torcida já está anestesiada depois de tanta porrada e os jogadores fogem das entrevistas no pós-jogo. Nada de novo sob o sol, infelizmente. Não adianta reclamar da arbitragem se os problemas são maiores que esse.