Breno não deve nada para o São Paulo e sua torcida

No início desta semana, o zagueiro/volante Breno usou uma rede social para explicar os motivos de mais uma cirurgia no joelho e dizer que continuará alguns meses longe dos gramados, provavelmente só retornando na próxima temporada. Além disso, há um vídeo mostrando um líquido saindo de seu joelho, resultado de um enxerto feito na época de Bayern.

A fala do atleta me fez discutir o assunto com alguns amigos e decidi fazer esse texto. Para quem não viu, segue abaixo um trecho do desabafo do atleta.

“Por um tempo fiquei calado porque muitas vezes não sabemos como falar e não sabemos como as pessoas vão interpretar. Mas em consideração aos meus fãs e aos torcedores do SPFC decidi explicar um pouco a vocês. (...) amo a minha profissão e respeito demais o SPFC. Depois de tudo que passei, sonhei em chegar aqui e jogar bola e dar o melhor de mim em cada jogo. E infelizmente ainda não consegui. (...) E por muitas vezes ouvi de torcedores que eu estava fazendo corpo mole, que eu estava só ganhando dinheiro do clube. As pessoas às vezes não sabem das coisas e simplesmente falam. Tenho um contrato com o clube de produtividade. Eu tenho o meu lado profissional que quer muito jogar bola, e meus filhos e minha esposa que dependem de mim”

Revelado no São Paulo, Breno foi campeão brasileiro com o time em 2007, sendo o grande destaque daquela equipe. Ainda jovem, foi vendido ao Bayern de Munique e deixou claro que queria retornar. A vida na Alemanha, porém, não foi tão boa como se esperava.

Em 2011, o zagueiro foi condenado a 3 anos e 9 meses de prisão por ter colocado fogo na própria casa. No ano seguinte, porém, já estava apalavrado que retornaria ao Tricolor assim que sua sentença acabasse. E foi o que aconteceu.

Depois de tanto tempo parado por problemas pessoais, era normal esperar que Breno não estivesse em boa forma física, por mais que tentasse manter um padrão de exercícios. Quando chegou ao São Paulo, viu-se que o problema era ainda maior. Só que a função do clube era outra, um tanto diferente.


Érico Leonan / São Paulo FC
Érico Leonan / São Paulo FC

Estamos te esperando, Breno, relaxa aí!


É normal que Breno queira muito voltar a jogar. É o sonho dele, ainda mais depois de tanto tempo parado. E todo mundo tem que sonhar junto com ele por esse retorno, principalmente após os problemas pessoais terem sido superados. O gol que marcou contra o Avaí no ano passado resume bem a vida do atleta nos últimos anos: estava em pé, escorregou, se levantou e marcou o gol.

O São Paulo, outro lado da discussão, não pode cobrar muito do atleta, pois sabe como ele estava antes de retornar. O clube fez muito bem a sua função de colocar novamente o ser humano Breno na sociedade, dar a ele a oportunidade de sonhar e ceder espaço para fazer o que mais gosta. Palmas para o Tricolor por esse gesto nobre, ainda mais com um jogador formado na base.

A torcida é que não pode cobrar nada do atleta. Mesmo preso, sem jogar, o jogador sempre mostrou que gostaria de voltar, que não tinha esquecido o clube. Seu amor pelo São Paulo é claro, como mostra bem o desabafo dessa semana. E se alguém cobrar o Breno depois de tudo que ele passou, é mau-caráter, burro ou um pouco dos dois. Ninguém tem o direito de julgar ou cobrar o zagueiro.

O principal ponto de Breno já foi alcançado: retornar para a sociedade, voltar para o São Paulo e ser feliz novamente. O que vier daqui para a frente é lucro, mas é dever de todo são-paulino admirar o atleta por tudo que passou, ainda mais estando novamente no clube de coração.

Relaxa, Breno, você não deve explicações para ninguém. Espero que você volte logo!