Cássio no São Paulo: por que não arriscar?

Se você perguntar para qualquer torcedor do São Paulo sua opinião sobre o atual goleiro do time, a resposta pode ser negativa. Poucos torcedores estão satisfeitos com a presença de Denis na meta do clube, principalmente como titular. As falhas recentes, principalmente em jogos decisivos, mostraram que há uma luz amarela neste setor e que o Denis não tem grande apoio nas arquibancadas.


Do outro lado da cidade, no Corinthians, o goleiro Cássio está no banco de reservas. Titular absoluto por anos e presente nas principais conquistas do clube, foi trocado após a morte se sua avó, que fez perder a primeira rodada do Brasileirão, contra o Grêmio. Depois, segundo o treinador deles, foi para o banco por questões técnicas.


Logo, fica a pergunta: por que o São Paulo não arrisca e contrata Cássio?


Mauro Horita / Agif / Gazeta Press
Mauro Horita / Agif / Gazeta Press

Afastado no Corinthians, Cássio tem mostrando insatisfação e pode buscar outro clube


Alguns vão dizer que Cássio falhou em alguns jogos esse ano e acabou prejudicando a sua equipe, mas já provou que pode ser um goleiro de alto nível, principalmente quando ajudou o Corinthians nas conquistas de 2012 e no último Brasileirão, quando foi bem sólido na meta rival. Afastado pelos alvinegros, pode ser uma solução para o tão questionado gol do São Paulo. Ele mesmo já afirmou que deseja buscar novos ares agora que não está mais jogando.


No Morumbi, Denis já provou que não tem condições de vestir a camisa do time. Reserva por anos, se tornou titular no fim de 2015 e tem acumulado diversas falhas, principalmente em jogos importantes, quando mais se esperava uma segurança na meta tricolor. Sem convencer, passou a ser alvo de críticas por todos os lados. Hoje, parece ter medo de algumas jogadas, tentando ao máximo não falhar e atrapalhar mais o clube, o que não acaba acontecendo.


Na reserva, Renan Ribeiro aguarda sua chance, mas Patón e a comissão técnica do São Paulo já sinalizaram que vão confiar em Denis. Apesar dele, já chegamos na semifinal da Libertadores, mas não sabemos o quanto ele pode falhar nos momentos decisivos. Um goleiro mais experiente e seguro, como Cássio, pode ser uma boa alternativa.


E para os que acham ruim que venha um goleiro do rival para defender o São Paulo, lembrem-se que Zetti era goleiro do Palmeiras antes de defender a meta tricolor, ganhar tudo que era possível e se tornar um dos maiores ídolos do São Paulo. Lógico que Cássio está bem longe dele, mas prova que não podemos deixar o clubismo impedir a chance de aproveitarmos bons jogadores de clubes rivais.


Não custa nada arriscar, São Paulo, pior que está não deve ficar. É melhor aproveitar as oportunidades que aparecem do que insistir no erro.