Ele ainda tá com a Marquezina

Getty Images
Getty Images

♫ Ele ainda tá com a MARQUEZINA, pode crer o moleque é gente fina ♫


No último dia de 2017, ano do ressurgimento da Seleção Brasileira, aconteceu aquilo que todo mundo pedia e esperava: Neymar, o nosso camisa 10, reatou o relacionamento com a atriz Bruna Marquezine. É impossível não amar esse casal.


Ninguém se esquece, afinal, do epílogo do futebol nos jogos Olímpicos no Maracanã, quando um Neymar coberto pelo ouro olímpico – o herói anunciado que havia acabado de decidir a final cobrando seu pênalti e dando o único título que faltava à Seleção – sobe os degraus das tribunas do Mário Filho para encontrar a sua musa inspiradora.


Queremos um revival dessa cena, no dia 15 de julho no Estádio Lujinik, em Moscou. Queremos um Neymar, com a 10 e com a faixa (é possível, já que o Adenor faz o famoso revezamento da braçadeira), ostentando a sua faixinha 100% Jesus na testa, quebrando mais uma vez o protocolo ao galgar as cadeiras entre torcedores eufóricos para saudar a Primeira Dama da Cremosidade.


Vale notar que o cargo ora [re]assumido por Madame Marquezine já pertenceu a grandes e notáveis consortes de heróis do passado, como Luthién, Galadriel, Ceinwyn, A Estrela de Powys, Lívia Drusia, Theodóra, Cléopatra, Inês de Castro, Mumtaz Mahal, Isolda, Dulcinéia Del Toboso, Trinity, Guinevere, Lyanna Stark, Daenerys Stormborn e pela MAIOR de todas, a própria XUXA MENEGUEL, primeira de seu nome.


No fundo, o torcedor espera que Bruna Marquezine entenda a importância e a envergadura de seu posto no projeto ultrassecreto denominado HEXA a ser levado a cabo esse ano. A única pessoa que não entrará em campo e tem mais responsabilidades que Bruna é o próprio Adenor - isso se o Adenor conseguir se conter em sua exígua área técnica quando o bicho tiver pegando de verdade lá na Rússia, veremos.


Bruna, se você estiver lendo isso aqui, eu sugeriria que você renove o pacote do serviço de streaming e vamos caminhando devagar e sempre: muita pipoca, filmes e séries nos finais de semana até o mundial. Mas só até às 23h30, que o menino Ney precisa acordar cedo para treinar todos os dias.


E mais, se lhe apetecer, se lhe aprouver (afinal, você deve fazer o que lhe der na telha mesmo), se for do seu agrado, nas folgas, deixa o menino dormir um pouco mais. Dispense a criadagem, os lacaios de libré e o mordomo e sirva um lauto desjejum ao nossa camisa 10: na bandeja café, chocolate, biscoito (ou seria bolacha), salada de frutas e suco de mamão.


No almoço só vem de filé mingnon, com arroz à la grega, batata corada, um vinho do bom. No jantar com a mesma fartura, a mais frugal e com opção, cuida bem dele.


Agora, se ele der mole e não der o devido valor, dispensa mesmo. Afinal, lugar de mulher é onde ela se sentir confortável e não ouso sugerir, quiçá conceber, que nem mesmo nosso sonho de colocar mais uma estrela no peito possa se sobrepor à autodeterminação e à soberania de seus interesses, custe o que custar. Além disso, é certo que homem gosta mesmo é das que dão show, rodam a baiana e mostram quem é que manda de verdade, anota isso.


Estou falando isso tudo só para constar, pois no fundo eu tenho fé que dessa vez é para sempre. Ninguém vai atrapalhar esse #BruMarzão que o Brasil aprendeu a amar, nem mesmo a tal da Lovato, pode confiar. Além disso, o nosso menino Ney é um truta firmezão, um mano tipo A, ninguém ousa entrar numas, mó estilo, de calça calvin Klein, tênis puma. Junto com vocês ele vai levar esse relacionamento com seu jeito humilde de ser, no trampo e no rolê:


Curtia um funk
Jogava uma bola
Buscava a preta dele
No portão da escola ♫


Agora é com você, Neymar: traz esse Hexa (nunca te pedi nada) e, no mais, siga a cartilha (cuida bem dela), pois você sabe o que fazer, exemplo pra nóis, mó moral, mó ibope (sic), mas pelo bem de todos e felicidade geral da nação, dá um tempo com os branquinhos do shopping.