Rakitic e Davor Suker: a Cróacia é o Sevilla na Copa

Getty Images
Getty Images

Rakitic, gitano de Pino Montano


Don Ivan Rakitic é um dos jogadores mais icônicos do Sevilla moderno. O meia croata fez história na instituição, pela forma como chegou - praticamente de graça - por como partiu - por um bom dinheiro, para o Barcelona - e, principalmente, pelo desempenho esportivo extraordinário.


Rakitic era um verdadeiro líder, dentro e fora de campo. O gitano foi capaz de reconduzir um Sevilla em relativo descrédito a uma nova era gloriosa, com gols espetaculares, jogadas mágicas e ascendência na equipe. Fora dela, com seu perfil midiático, casou-se com uma sevillana e se tornou uma referência, ao se empapar de sevillanía.


Rakitic ganhou títulos e foi ídolo graças a ter ouvido a voz de Davor Suker. O atual mandatário máximo do futebol croata era, 20 anos atrás, artilheiro da Copa do mundo de 1998. Suker era um atacante extraordinário e que também fez história no Sevilla. Graças a Don Davor, Rakitic assinou com o clube andaluz, rejeitando ofertas superiores. 


Rakitic é sevillista e um dia voltará ao clube. Enquanto isso, o meia gitano é lembrado por atuações maravilhosas, como contra o Real Madrid, e títulos como o da Europa League, contra o Benfica. Hoje, Ivan Rakitic pode superar Suker, chegando a final da Copa do mundo, pela Croácia, contra a Inglaterra.


Consolidado na carreira e vitorioso, Rakitic representa o Sevilla na Copa - curiosamente, mais sevillistas preferem a Croácia campeã a França do ainda meia do Sevilla N'Zonzi. Por conta de Rakitic e Suker.


Como diria um determinado narrador, a Croácia é o Sevilla na Copa.