A inglória tabela do Sport em maio

Perto da minha casa tem uma padaria que faz uma coxinha excelente. Muito recheio, pouco óleo, um espetacular quitute para todos os dias. Todos comentavam como a coxinha era deliciosa. Tudo ia bem entre clientes e fornecedores. Mas chegou o mês de maio e todos ficamos em choque com a informação que obtivemos: a padaria fora vendida e boa parte dos funcionários fora substituída. Acreditávamos, porém, que o que era bom seria mantido: a coxinha, patrimônio das tardes, estava salva de qualquer mudança drástica. Maio se apresentava cheio de incertezas. No Sport, a coisa é parecida.


Depois das vitórias diante de Paraná e Bahia, o Leão ganhou fôlego e, seus torcedores, noites de sono mais tranquilas e esperançosas. Mas não deve durar muito tempo. Porque maio chegou e, com ele, trouxe uma tabela inglória para a equipe de Claudinei Oliveira. Depois do Bahia, grandes pedreiras se avizinham:



  • 13/05 - Cruzeiro, fora de casa

  • 20/05 - Corinthians, no Recife

  • 26/05 - Palmeiras, fora de casa

  • 30/05 - Atlético-MG, no Recufe


Gazeta Press
Gazeta Press

Claudinei Oliveira e o dilema das coxinhas


Atual campeão brasileiro, aclamado melhor time do país e dupla mineira. É isso que o Leão enfrentará nos próximos dias. Assim como a troca do cozinheiro da padaria, Claudinei tem muito a acertar. Mesmo o Brasileirão não tendo chegado sequer a 10% das rodadas realizadas, o rubro-negro já tem, neste mês, como um divisor de águas.


A tabela pode realocar as pretensões do clube na competição. O Sport, com isso, pode reviver um fantasma das últimas edições: expectativas irreais e uma decepção que quase custou a permanência do Lion na primeira divisão. Agora, com perspectivas mais pés no chão, Claudinei Oliveira precisa aprontar um Sport que, embora em alta, deverá ser testado no mundo real da Série A. A padaria passa por problemas internos e de expectativa. A nova administração, querendo mudar e mostrar serviço, perde cada vez mais clientes.


Claudinei, que começou trazendo de volta a auto-estima do torcedor, precisa pavimentar, a partir do dia do aniversário do Sport, a estrada que o time tomará nos próximos meses. Maio é o mês das coxinhas no Sport. Que não tenham tanto óleo.