Sport conta com a Arena de Pernambuco para bater o Corinthians

Quando a gente está na época da faculdade, é normal reunir-se (pelo menos no começo do curso, quando temos sonhos ainda) com os amigos para a feitura de trabalhos de grupo. E todos temos aquele amigo em especial que, seja por qual motivo for, é famoso por ter uma cozinha talentosa em casa. Seja pai, mãe, cozinheira, irmão, quem for: todo mundo já define que o próximo trabalho será na casa daquele amigo. Todos sabem que vão comer bem. Não é que você não coma bem na sua casa, mas a residência daquele afortunado... Ali a coisa é diferente. É mais ou menos a relação do Sport com a Arena de Pernambuco. 


Desde seu primeiro jogo como mandante atuando na Arena - a derrota para o Libertad-PAR, na Copa Sul-Americana de 2013 - o Leão tem, ao todo, 26 apresentações como "dono" da Arena. O desempenho é pra lá de animador: são 14 vitórias, oito empates e quatro derrotas. A título de - uma injusta - comparação, na Série A de 2017, o Sport obteve miseráveis 49,12% como mandante. Vale ressaltar que, dos 19 jogos do Brasileirão, dois foram na Arena: uma vitória e uma derrota.


Maurício Penedo
Maurício Penedo

Torcida do Sport precisa, novamente, unir forças com a Arena de Pernambuco

Ainda assim, a relação dos torcedores com a Arena pode ser definida como ambígua. O números são excelentes, mas é óbvio que parte dos rubro-negros prefere "comer em casa": na Ilha do Retiro. No entanto, é fundamental que a torcida abrace o time no próximo domingo: o Sport recebe o Corinthians, às 16h, em jogo que já se avizinha como fundamental. Em virtude da tabela lazarenta do mês de maio, que já foi falada neste idílico espaço, a chance de jogar em casa, para um bom público, tem que ser agarrada com todas as forças.


Os pontos para se apegar em uma boa apresentação na Arena existem. O gramado de melhor qualidade, o possível retorno de Everton Felipe à titularidade e a estreia de Rafael Marques na frente, colocando a genialidade de Rogério e a excelente forma de Carlos Henrique no limbo. Se o Lion vencerá ou não, óbvio que são outros quinhentos, mas, como aquele amigo que tem um ótimo cozinheiro em casa, a Arena ama receber o Sport, ainda mais com o Náutico de saída do posto de mandante: bons públicos, boas rendas, menos custos ao Governo de Pernambuco e, de quebra, recuperação na Série A.


Todos têm a ganhar.