O que esperar do ataque do Sport com Rafael Marques?

Rafael Marques foi, enfim, oficializado como novo reforço do Sport para a temporada. Em virtude da absoluta terra arrasada que se tornou o setor ofensivo da equipe, a chegada do jogador surge como esperança de gols absoluta, espaço que nem Rogério, muito menos o gordito Carlos Henrique conseguem ocupar. Contudo, os números recentes de Rafael Marques são ruins. 


De 2015 até o presente momento, Rafael esteve em campo cerca de 114 vezes. Marcou 23 vezes. Uma média de 0,2 gols por jogo. Ainda assim, a esperança pelo bom desempenho se justifica, em virtude do que pode vir a acontecer. Rafael tem tudo para ser titular absoluto e inquestionável no ataque. O elenco de atacantes do Sport beira a piada para um clube de Série A: Rogério, Carlos Henrique, Pardal, Índio, Hygor. 


Williams Aguiar/Sport Club do Recife
Williams Aguiar/Sport Club do Recife

Rafael Marques é a maior, e única, esperança de gols no Sport


Ou seja, a torcida não é exatamente pelo jogador em si, mas pelo que ele produziu de forma esparsa em sua carreira: repito, mais do que todos os outros atacantes atuais do clube juntos. Em um clube que, notadamente, tem problemas com atacantes recentemente, é mais uma esperança vã e cega. Mas, ainda assim, válida. Aos 34 anos, Rafael Marques tem pouco a provar. Quem o tem é, na verdade, o próprio Sport: que consegue, ainda, ser recuperador de jogadores, como rolou com Diego Souza e, principalmente, André.


A estreia do jogador deve ocorrer na Arena de Pernambuco, no próximo dia 20/05, contra o Corinthians. Em virtude da absurda carência do torcedor do Sport em relação a ídolos, Rafael tem uma boa oportunidade pela frente: tornar-se referência no clube fazendo pouco. Em um clube de Série A, isso não é muito fácil de se encontrar.