As várias vitórias do Sport diante do Corinthians

Se o jogo entre Sport e Corinthians pudesse ser definido em uma palavra, seria blasé. Até parte da torcida saiu anestesiada por ter empatado com o atual campeão brasileiro, mesmo que com meio time de refugos. Entretanto, o jogo proporcionou pequenas vitórias para o elenco de Claudinei Oliveira, que podem vir a ser bem decisivas nos próximos meses do Brasileirão. Sabe quando você sai de casa para ir em uma lanchonete comer seu hambúrguer favorito e, chegando lá, vê que ele está em falta? Pois bem, você já está ali, e pede outro, uma novidade. O pão é sedoso e a carne parece ter sido feita sob medida para suas papilas gustativas. Ganhou, mesmo quando achou que tinha sido derrotado por um impropério da vida.


O Sport teve alguns potenciais hambúrgueres no últim fim de semana. Vamos a eles.


1) O renascimento de Carlos Henrique


gordito avantajado atacante do Sport pouquíssimo tinha feito desde sua chegada. Continua assim. Mas achou um gol, após uma jogada espírita e anual de Rogério. Pode ser a confiança que bastava para o jogador, agora sob a sombra de Rafael Marques. Pode ajudar, principalmente se achar que tem a capacidade pra isso. O psicológico do jogador de 23 anos pesará rsrsrs muito.


ALDO CARNEIRO/Gazeta Press
ALDO CARNEIRO/Gazeta Press

Gol de Carlos Henrique tirou um peso das costas do atacante do Sport


2) A estreia de Michel Bastos


Michel Bastos tem menos de 40 minutos jogados com a camisa do Sport. Bastou. Ficou claro que o jogador precisa atuar onde quer, onde se sente mais útil. Seus chutes de fora da área e, principalmente, sua qualidade nos escanteios e na abertura de espaços no tempo que esteve em casa, saltaram aos olhos. Em forma, deve ser o dono do meio ao lado de Marlone. 


3) Deivid


O volante atropelou qualquer possibilidade dos já esquecidos Nonoca e Ferreira lutarem por alguma titularidade neste momento. Com Fellipe Bastos e Anselmo, deve formar a trinca de volantes de Claudinei. 


4) A segurança do esquema


O Sport aprendeu, diante do Corinthians, a sofrer pouco. A solidez do meio, mesmo com a má jornada de Everton Felipe, ficou clara. O time parece que, enfim, saiu da herença de Nelsinho para o nascimento de Claudinei.


Que venham mais hambúrgueres novos para o Leão.