Jogar fora do Rio é injustiça com o Vasco

www.vasco.com.br
www.vasco.com.br

São Januário: casa vascaína ficará sem jogos durante a Olimpíada.


Com as olimpíadas em terras cariocas, a CBF achou por bem acatar a solicitação da PM e suspender as partidas do Brasileiro que ocorreriam no período dos jogos. Vá lá, pode ser que o pedido tenha sua lógica, já que o GEPE estará policiando as partidas do futebol olímpico. Mas tirando o fato de que os clubes do Rio perderão uma boa oportunidade de um público maior (certamente os jogos estariam cheios de gringos interessados em ver as partidas), há algo mais relevante: as duas partidas que o Vasco mandaria em sua casa já serão no segundo turno do Brasileiro. Ou seja, já saímos do Rio para encarar Sampaio Corrêa e Vila Nova e corremos o risco de perdermos a vantagem de jogar em casa os jogos do returno.


Entende-se que a PM não tenha efetivos para cuidar de duas competições ao mesmo tempo, mas isso não é problema do Vasco. Caso os jogos se realizem nas datas corretas mas fora da Colina, teremos o seguinte cenário: o Vasco jogando CINCO partidas seguidas longe da sua casa: além de Sampaio Corrêa e Vila Nova, teremos que sair do Rio para encarar Ceará, Tupi e Bahia. Isso, senhores, não faz o menor sentindo.


Temos o direito de jogar essas partidas na nossa casa e não é porque os adversários são fracos que é correto perdemos essa vantagem assim, de mão beijada. Se os jogos não podem se realizar em São Januário nas datas programadas (o que, aliás, mostra o nível de planejamento da CBF. Afinal de contas, as Olimpíadas só estavam marcadas há alguns anos. Será que não podiam prever essa situação e fazer uma tabela que evitasse esse problema?), que se adiem os jogos, e não os transfiram para outra cidade. Ainda que tenhamos capacidade para vencer as partidas em outro estádio, não temos porque dar essa vantagem aos nossos adversários. Adiar os jogos é a única maneira do Vasco não ser prejudicado por conta dos Jogos do Rio. Que a CBF arrume outras datas e faça o que é correto. Só pra variar um pouco.