Vasco encara o Madureira, o calor e a falta de entrosamento

www.vasco.com.br
www.vasco.com.br

Jogando com time misto, a zaga do Vasco será a principal testada na partida contra o Tricolor Suburbano


Espremido entre um clássico e a estreia na fase de grupo da Libertadores, uma partida contra o modesto Madureira pelo Carioca não teria como trazer muita empolgação para a torcida vascaína. Mas ainda que o Estadual não nos tire tanto o sono assim, o confronto contra o tricolor suburbano tem seus atrativos.


Pode-se escolher o que é mais importante: para quem ainda se preocupa com o Carioca – ou pelo menos deseja que o Vasco não pague o mico de ficar de fora das semifinais do campeonato – uma vitória hoje é importantíssima para as pretensões vascaínas, já que nos permitirá chegar à última rodada dependendo apenas de si para chegar à semifinal da Taça Rio.


Já para quem não tira a Libertadores da cabeça, o mais interessante é ver o Vasco jogar mais uma vez num 3-5-2, que aparentemente será a opção do Zé Ricardo pelo menos no início da competição. O desempenho desta formação contra o Fluminense foi razoável, mas o esquema precisa de ajustes e cada chance de utilizá-la ajudará a deixar a equipe mais preparada.


De qualquer forma, o teste pra valer deve ser apenas para a zaga, já que apenas o setor contará com os titulares do time. E é de se pensar o que trará maiores dificuldades para Erazo, Paulão e Werley: se o Madureira, se o calor inclemente que deve fazer em Bangu às quatro da tarde ou depender da proteção de jogadores como Rafael Galhardo, Bruno Paulista e Andrey, que nunca jogaram nesta formação.



MADUREIRA X VASCO


Local: Moça Bonita, no Rio de Janeiro (RJ)


Horário: 15h45(de Brasília)


Árbitro: Mauricio Machado Coelho Júnior (RJ)


Assistentes: Wagner de Almeida Santos (RJ) e Jackson Massara dos Santos (RJ)


MADUREIRA: Jonathan, Henrique, Gustavo Henrique, Edmário e Douglas Lima; Leandro Carvalho, William e Luciano; Derek, Souza e Igor Catatau. Técnico: Gilberto Coroa.


VASCO: Martín Silva, Frikson Erazo, Werley e Paulão; Rafael Galhardo, Bruno Paulista, Andrey, Thiago Galhardo e Fabricio; Rildo e Andrés Ríos. Técnico: Zé Ricardo.