Poucas mexidas e cautela devem marcar a reestreia do Jorginho pelo Vasco

www.vasco.com.br
www.vasco.com.br

Em sua reestreia no comando do Vasco, Jorginho deve mexer pouco na equipe e pregar a cautela


Se na última partida o interino Valdir Bigode teve uma parada duríssima montando o Vasco para encarar o Cruzeiro em Belo Horizonte, Jorginho também não terá muitas facilidades na sua reestreia no comando vascaíno. Mesmo jogando em São Januário, o surpreendente Sport deve ser um adversário dos mais complicados.


E antes que os vascaínos que se apegam à tradição dos nossos adversários para calcular a capacidade que eles têm atualmente – comparando-os equivocadamente com a história do Vasco – recomendo uma breve olhada na campanha do rubro-negro pernambucano: tirando a primeira rodada, quando perdeu por 3 a 0 para o América-MG fora de casa, o Sport não tem se preocupado muito com o tamanho dos clubes contra quem joga e nem se é visitante ou anfitrião. Por isso o time está em segundo lugar na competição, com apenas duas derrotas e invicto há cinco partidas.


Jorginho, evidentemente, deve saber as dificuldades que seu time terá logo mais na Colina. E por isso deve optar em manter o mesmo time que conseguiu um empate contra a Raposa. O que já seria grande coisa, já que o antigo treinador não pôde repetir formações nas rodadas em que esteve no comando da equipe.


E mexer o mínimo possível na equipe deve ser a tônica nas duas partidas que restam antes da parada para a Copa, já que tempo para treinar é o que Jorginho não terá até lá. Apesar disso, uma ou outra alteração poderia ser feita: se Ramon têm condições de jogo, não há muito motivo para manter Henrique como titular. E com o que anda jogando o Desábato, poderíamos (pelo menos jogando em casa), colocar alguém que jogue mais à frente - para ajudar o isolado Andrés Rios – no lugar do volante argentino.


Não dá para negar que o ideal para o momento do Vasco é mesmo ser cauteloso, ainda mais diante de um visitante problemático. Mas é aquilo: quem se preocupa demais em não perder acaba esquecendo de buscar a vitória. E a cota de pontos perdidos em São Januário já foi ultrapassada nesse primeiro turno do Brasileiro.


VASCO X SPORT


Local: São Januário


Horário: 19h (de Brasília)


Árbitro: Savio Pereira Sampaio (DF)


Assistentes: Daniel Henrique da Silva Andrade (DF) e Ciro Chaban Junqueira (DF)


VASCO: Fernando Miguel, Luiz Gustavo, Paulão, Ricardo e Henrique; Leandro Desábato, Andrey, Bruno Cosendey, Yago Pikachu e Wágner; Andrés Rios. Técnico: Jorginho.


SPORT: Magrão; Raul Prata, Ronaldo Alves, Ernando e Sander; Deivid, Fellipe Bastos, Gabriel e Marlone; Rogério e Rafael Marques. Técnico: Claudinei Oliveira.