Copa não afugenta as más notícias do Vasco

www.vasco.com.br
www.vasco.com.br

Pikachu pega pesado na volta aos treinos: renovação do Pokémon foi a única boa notícia no Vasco nessa parada para a Copa


Para os vascaínos, o começo da Copa seria um imaginado descanso nas preocupações com o time. Mas mesmo antes do Brasil garantir – com um futebol apenas aceitável – sua vaga nas oitavas de final, quem dividiu as atenções entre o noticiário sobre a Rússia com os acontecimentos em São Januário viu que a calmaria não aportou na Colina.


Nos últimos dias, o Vasco passou por um pedido de anulação da eleição e trouxe um diretor de futebol polêmico (que desde a sua chegada viu dois possíveis reforços, Lucas Barrios e Digão, irem para outros clubes). No elenco, saídas que não deixarão ninguém triste (Riascos foi pra China e Erazo está de malas prontas do Equador), a falta de definição sobre o futuro do Andrés Rios e uma única boa notícia, a renovação do Pikachu. E não, com o histórico que tem, ainda não dá pra considerar a chegada do lateral direito Lenon uma boa notícia.


O pior de tudo foi ver o quanto a política do clube continua instável. A tentativa de um minigolpe dentro do golpe na presidência mostra o quanto o Campello parece desconectado do que acontece à sua volta. Ir ao Mundial para passar dois dias – espero que com seu próprio dinheiro – ignorando o fato de que as víboras que o cercam poderiam aprontar alguma é mais um sinal de despreparo do presidente que não deveria estar no cargo. E tudo isso para, segundo o presidente, para "representar o Vasco na Copa", coisa que o Martín Silva faz muito melhor sentado no banco de reservas da seleção uruguaia.


E o mar de lama só aumentou com a denúncia de invasão da sala do Roberto Monteiro, que foi prestar queixa pelo sumiço de documentos, colocando mais uma vez o nome do Vasco nas páginas policiais.


Sem jogos, reforços e com toda a sujeira que se tornou a política vascaína, resta ao torcedor lamentar e ver o Coutinho em campo. O camisa 11 da seleção tem sido o único motivo de orgulho para o Vasco nos últimos meses.