Vasco encara Palmeiras por vaga na Sul-Americana

www.vasco.com.br
www.vasco.com.br

Em mais um dia com a Colina cheia, Vasco precisa mostrar que ainda luta por objetivos nobres


Um dos problemas que os últimos anos - ou podemos dizer, últimas décadas – de gestões horrendas e campanhas idem do Vasco é que tudo de ruim que acontece no clube é sempre potencializado. E não apenas pela imprensa, quem mais alimenta esse tipo de pensamento, mas também pela sua torcida e pelas rivais (claro que o posicionamento da mídia tem influência direta nisso, mas essa é outra história).


Claro que termos pela frente o virtual campeão brasileiro é um grande desafio, mas nenhum dos nossos rivais diretos na briga para permanecer na Série A terá jogos fáceis pela frente: Corinthians e Chape jogam a vida em um confronto direto; o Flu encara o Inter no Beira-Rio; o Ceará vai à Arena da Baixada, onde o Furacão vence quase todas; O Sport joga no Morumbi contra o São Paulo. Ainda assim, quando se fala dos times ainda com risco de rebaixamento, o Vasco é sempre o mais citado/criticado, ainda que possamos terminar a rodada a frente de todos os que ainda lutam para fugir do Z4.


O jogo de hoje contra o Palmeiras deixa isso bem claro. É óbvio que, numa partida que pode decidir o título do Brasileiro, o foco da imprensa obrigatoriamente seria a grande chance do clube paulista se sagrar campeão em caso de uma vitória. Já o fato da cobertura sobre o Vasco ainda ser apenas a luta contra o rebaixamento é que me parece sem sentido.


Digo isso não porque é certo vencer o Palmeiras apenas porque o jogo é na Colina, ou porque teremos o apoio da nossa torcida ou porque a vitória sobre o São Paulo nos tornou invencíveis. Mas sim porque não é apenas o verdão que precisa dos três pontos por um objetivo nobre. Ninguém parece se lembrar que, uma vitória vascaína hoje, pode nos deixar na faixa de classificação para a Sul-Americana do ano que vem. Não é nada, não é nada, conseguir isso seria um belo feito depois de uma campanha tão conturbada como a que tivemos.


Claro que por ser um verdadeiro gigante do futebol nacional, é natural que a atual posição do Vasco na tabela o coloque como vidraça. Um time que foi duas vezes o melhor do continente e quatro vezes o melhor do Brasil brigar arduamente para se manter na elite era para ser algo raríssimo de ser ver. Infelizmente, graças às gestões catastróficas que teve, o Vasco tem feito da mediocridade uma rotina. É por isso que uma vitória hoje – e uma posterior conquista de vaga na Sula – é tão importante. É uma oportunidade de mostrar uma pequena parcela de força para todos aqueles que já consideram o Gigante da Colina apenas mais um clube que já teve destaque no futebol nacional.


O Palmeiras quer o título hoje? Que venha com tudo. Porque o Vasco, em sua casa e com o apoio da sua torcida, tem sempre que ser o protagonista. E diferente do que (quase) todos pensam, temos objetivos maiores que simplesmente fugir do rebaixamento. Essa é a mentalidade que os jogadores com a armadura cruzmaltina devem ter ao entrar em campo hoje.



VASCO x PALMEIRAS


Local: São Januário


Horário: 17 horas (Brasília)


Árbitro: Rafael Traci (PR)


Assistentes: Ivan Carlos Bohn (PR) e Rafael Trombeta (PR)


VASCO: Fernando Miguel; Luiz Gustavo, Werley, Leandro Castan e Henrique; Desábato, Andrey, Yago Pikachu e Thiago Galhardo; Kelvin e Maxi López. Técnico: Alberto Valentim


PALMEIRAS: Weverton; Mayke, Antônio Carlos, Edu Dracena e Victor Luís; Thiago Santos, Bruno Henrique, Lucas Lima; Willian; Dudu e Borja. Técnico: Luiz Felipe Scolari