Com time misto, Vasco encara o Madureira e o calor na estreia pelo Carioca

www.vasco.com.br
www.vasco.com.br

Mostrando cansaço no meio do elenco, Maxi Lopez, que não joga contra o Madureira: se foi assim em Atibaia, imaginem em Madureira


O Vasco faz sua estreia no Carioca hoje, contra o Madureira. Mas não apenas contra o tricolor suburbano. Além dos onze adversários do outro lado do campo, o time do Alberto Valentim também vai encarar o calor de Conselheiro Galvão, a falta de entrosamento pela pré-temporada (como sempre) insuficiente, o preparo físico longe do ideal pelo mesmo motivo e, também, o monte de desfalques no time que seria o titular.


Ou seja, as dificuldades criadas pelo “Madura” são apenas parte dos problemas que teremos nesta tarde de sábado.


Do time que entra em campo, só o goleiro e a zaga devem ser titulares quando o Estadual engrenar de vez. Portanto, o discurso “em começo de temporada não dá pra exigir muito” provavelmente será empregado, e com razão. Se os titulares não chegam a nos encher os olhos, não serão os reservas, que nunca jogaram juntos e também estão voltando de férias, que terão uma atuação de gala.


Ainda assim – e lembrando que os jogos-treino em Atibaia também estiveram longe de nos encher de esperanças – é bom que o time entre em campo sabendo da importância de uma vitória. Como é no primeiro turno que os clubes de menor investimento costumam se engraçar, vencer o Madureira, que deve ser o “pequeno” a dar mais trabalho no nosso grupo, é a melhor forma de começar a garantir uma vaguinha nas semifinais da Taça Guanabara. Sem falar que, diante de tantos problemas naturais a um primeiro jogo no ano, é sempre bom pro moral do time estrear com o pé direito.


Mas que todos estejam preparados: esperar do Vasco um bom futebol amanhã, com o maçarico de Madureira no quengo e um time voltando de férias, é querer demais, independente da qualidade do nosso adversário.


MADUREIRA X VASCO


Local: Conselheiro Galvão


Horário: 16h50 (de Brasília)


Árbitro: Marcelo de Lima Henrique


Assistentes: Silbert Faria Sisquim e Daniel do Espírito Santo Parro


MADUREIRA: Jonathan; Arlen, Thiago Medeiros, Pierre e Felipe Saturnino; Walney, Luciano Naninho e Carlinhos; Welber, Ygor Catatau e Derek. Técnico: Antonio Carlos Roy.


VASCO: Fernando Miguel; Raúl Cáceres, Werley, Leandro Castan e Danilo Barcelos; Raul, Lucas Mineiro, Dudu e Yan Sasse; Marrony e Ribamar. Técnico: Alberto Valentim.