Seriedade contra o Serra para avançar na Copa do Brasil

www.vasco.com.br
www.vasco.com.br

Valentim conversa com seus jogadores: contra o Serra, falar sobre seriedade é mais importante que sobre tática


Virando a chave da Taça Guanabara, o Vasco hoje encara o Serra pela Copa do Brasil. E é preciso que os jogadores virem a chave não apenas do Estadual, mas também da estreia pela competição nacional. A partida contra o modestíssimo Juazeirense foi a prova de que não dá pra entrar em campo usando salto 15, por menor que seja o adversário.


Não é preciso lembrar a ninguém que, nessa fase da Copa, o empate na bacia das almas que conseguimos na Bahia não nos classifica. Entraríamos na famigerada “loteria dos pênaltis” e, diante das diferenças de investimentos feitos por cada clube, é inaceitável deixar um avanço na competição correr esse tipo de risco.


E a seriedade hoje é necessária por questões práticas. Sendo bem sincero, todos sabem que a Copa do Brasil é a única chance que teremos em 2019 de fazer uma graça em uma disputa nacional. E, usando mais uma vez de sinceridade, nem são chances muito grandes, já que os clubes da Libertadores entrarão na competição mais à frente. Mas não podemos esquecer que a Copa do Brasil dá uma profusão de grana para seus participantes e cada fase ultrapassada é uma boa oportunidade de garantir uma graninha aos nossos combalidos cofres.


Então o melhor conselho que o Valentim pode passar aos seus comandados é esquecer a Taça Guanabara, esquecer o 100% de aproveitamento no estadual e não entrar em campo pensando que poderá vencer o Serra quando quiser. Quando a bola rolar, o Vasco precisa se impor e provar sua superioridade martelando o adversário até sair um, dois, três ou quantos gols forem possíveis. Esperar que tenhamos outro penaltizinho salvador aos 47 minutos do segundo tempo será inaceitável.


SERRA (ES) X VASCO (COPA DO BRASIL)


Local: Estádio Kleber de Andrade


Horário: 21h30 (Brasília)


​​Árbitro: Vinícius Gonçalves Dias Araújo (SP)


Assistentes: Anderson José de Moraes Coelho (SP) e Bruno Salgado Rizo (SP)


SERRA: Walter; Gilmar Baiano, Rodrigo Lacraia (Alex), Renato e Peu; Caetano, Guilherme Pitty e Emílio (Darlan); Rodrigo Pardal, Lessinho e Rael. Técnico: Cleiton Marcelino.


VASCO: Fernando Miguel; Raúl Cáceres, Leandro Castan, Werley e Danilo Barcelos; Raul, Lucas Mineiro, Yago Pikachu, Bruno César e Marrony; Maxi López. Técnico: Alberto Valentim.