Vasco passeia em Cariacica e avança na Copa do Brasil

www.vasco.com.br
www.vasco.com.br

Um dos melhores do jogo, Lucas Mineiro cabeceia para marcar o primeiro gol do Vasco


O que mais me agradou na vitória do Vasco sobre o Serra-ES por 2 a 0 foi a postura do time. Como eu havia dito no post pré-jogo, o mais importante para conseguirmos a classificação era jogar com seriedade e não entrar em campo com a ideia de que venceríamos no momento em que quiséssemos.


Foi isso o que fizemos contra o Juazeirense e, graças a Deus, não fizemos na partida de ontem. Tá certo que demoramos muito pra decidir o jogo, criamos pouco diante do amplo domínio que exercemos, mas o time se portou bem defensivamente e praticamente não correu riscos ao longo dos 90 minutos.


É claro que precisamos levar em consideração a fragilidade do adversário. E exatamente por isso, ao contrário do desempenho defensivo (principalmente os volante e laterais, que foram muito bem), ainda devemos esperar melhoras no setor de criação e no ataque. A parte física ainda serve como atenuante: Bruno César, que fez seu melhor jogo com a camisa do Vasco, ainda parece estar fora de forma e o Maxi...bem, o Loirão precisa urgentemente parar por uns tempos e recuperar a forma.


Faz tempo que não vemos uma vitória tão tranquila e serve para nos trazer algum otimismo, ainda que, lembrando mais uma vez, o Serra-ES não tenha tido capacidade para nos complicar minimamente. Que a vaga e o prêmio pela classificação sirvam para mostrar que o comprometimento do time traz boas recompensas.


www.vasco.com.br
www.vasco.com.br

Sai zika: Ribamar começa a espantar a fase ruim ao marcar seu primeiro gol com a camisa do Vasco


As atuações…


Fernando Miguel – praticamente um espectador dentro de campo.


Raúl Cáceres – com espaço para apoiar, apareceu bastante na frente e criou boas jogadas ofensivas no primeiro tempo. No segundo parece ter cansado e diminuiu bastante o ritmo.


Werley – não chegou a ter trabalho para conter o ataque capixaba.


Leandro Castan – sem muitos problemas na zaga, acabou aparecendo no ataque e dando uma assistência açucarada para o gol do Ribamar.


Danilo Barcelos – também teve espaço para subir ao ataque, mas apareceu com menos frequência ao ataque que o Cáceres. Levou perigo com uma cobrança de falta.


Raul – eficiente na marcação, interrompeu uma penca de jogadas do adversário antes que chegassem a incomodar a zaga. Também conseguiu ajudar um pouco na criação.


Lucas Mineiro – controlou o meio de campo, desde a marcação, passando pela transição para o ataque e até criando jogadas. Para coroar a bela atuação, abriu o placar marcando mais um gol de cabeça.


Yago Pikachu – começou discreto, mas apareceu mais com a saída do Bruno César e passou a criar algumas jogadas. Participou do lance do segundo gol vascaíno.


Bruno César – uma boa atuação, com maior movimentação e visão de jogo demonstrada com bons passes. Fez o cruzamento para o gol do Lucas Mineiro. Cansou e deu lugar ao Rossi, que teve apenas uma boa chance depois de receber boa bola do Pikachu, mas isolou a finalização.


Marrony – vinha dando trabalho aos marcadores, com inversões de lado, velocidade e arriscando dribles. Mas bateu a cabeça com um marcador e acabou sendo substituído por Yan Sasse ainda no pimeiro tempo. Já Sasse fez o de sempre: se esforça, corre muito e entrega muito pouco.


Maxi López – em alguns lances mostra o seu talento. Mas na maioria do tempo sofre para chegar nas bolas e perde para a marcação por estar fora de forma. A continuar assim, o melhor é parar, perder peso e voltar com mais agilidade para o time. Ribamar entrou em seu lugar e depois de perder uma chance clara após driblar o goleiro, acabou desencantando ao marcar seu primeiro gol pelo Vasco, no finzinho do jogo.